AFA proíbe mala branca em rodada final do Argentino

O Campeonato Argentino chega ao fim neste domingo com quatro equipes com chances de conquistar o título. Diante de um final imprevisível, a Associação Argentina de Futebol (AFA) se adiantou e lembrou nesta terça-feira que está proibido o incentivo financeiro de um time para outro para que ofereça resistência especial a seus rivais."O incentivo não está permitido", disse o presidente da AFA, Julio Grondona, à rádio 10. Ao contrário do Brasil, o fenômeno, também conhecido como ''mala branca'', é proibido no país. Grondona reiterou que "nenhuma equipe poderá presentear nada" e que o "único incentivo válido aos jogadores é do clube ao qual pertencem".A proibição à prática não é recente no futebol argentino. Já nos anos 60, o Newell''s Old Boys se envolveu em um caso de mala branca e acabou sendo rebaixado para a segunda divisão pela AFA.Neste ano, na última rodada do Campeonato Argentino, San Lorenzo, Boca Juniors e Tigre estão na liderança, com 36 pontos, seguidos pelo Lanús, com 34. No domingo, o San Lorenzo joga fora de casa contra o Argentino Juniors, o Boca enfrenta o Colón, em casa, o Tigre recebe o Banfield, e o Lanús joga contra o San Martín, também em casa. Se duas ou mais equipes acabarem com o mesmo número de pontos na ponta, elas voltam a se enfrentar para decidir o campeão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.