AFA só oficializará Maradona na próxima semana

Diego Maradona já é o novo técnico da seleção argentina, mas ainda falta oficializar sua nomeação, o que só acontecerá na próxima terça-feira, em reunião do Comitê Executivo da Associação de Futebol da Argentina (AFA). Apesar dessa burocracia, o presidente da entidade, Julio Grondona, admitiu estar realizando um sonho com a contratação do astro para o cargo.A contratação de Maradona foi acertada na terça-feira, pelo próprio Grondona. Ao lado de Carlos Bilardo, que será uma espécie de supervisor, o ex-jogador assumirá a seleção no lugar de Alfio Basile, que pediu demissão no dia 16 de outubro, após a derrota para o Chile pelas Eliminatórias da Copa de 2010 - esse resultado deixou a Argentina em terceiro lugar, atrás de Paraguai e Brasil.A idéia de Grondona é resgatar o espírito do grupo que foi campeão mundial na Copa de 1986, no México, quando Bilardo era o técnico da seleção e Maradona brilhava dentro de campo. O presidente da AFA, inclusive, garantiu nesta quarta-feira que essa sempre foi sua primeira opção - dizia-se, na Argentina, que o preferido para o cargo era Carlos Bianchi."Desde 79 que eu gostaria que Maradona fosse treinador da seleção", brincou Grondona, citando justamente o ano em que assumiu a presidência da AFA. Sobre o trabalho da nova comissão técnica, com dois "pesos pesados" juntos, como ele mesmo disse, o dirigente foi claro: "Maradona é o número um. Bilardo será o diretor de seleções nacionais, que se encarregará para tudo caminhe como tem que caminhar."Ser técnico da seleção argentina também era um sonho antigo de Maradona, o polêmico e genial astro do futebol, que completará 48 anos de idade nesta quinta-feira. E a estréia dele no cargo deve acontecer no dia 19 de novembro, no amistoso contra a Escócia, em Glasgow.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.