Afonso Alves chega ao Middlesbrough prometendo gols

Recebidos por duas mulheres com fantasias de carnaval, jogador custou R$ 41 milhões aos cofres ingleses

07 de fevereiro de 2008 | 18h47

O atacante Afonso Alves, de 27 anos, foi apresentado nesta quinta-feira no Middlesbrough, da Inglaterra, como a contratação mais cara da história do clube. Os ingleses pagaram cerca de US$ 23 milhões (quase R$ 41 milhões) ao holandês Heerenveen pelo reforço brasileiro. Na chegada ao clube, Afonso foi recebido por duas mulheres com fantasias de carnaval e uma bandeira do Brasil. O atacante vai jogar com a camisa 12, mesmo número com o qual anotou 45 gols em 38 partidas pelo time holandês. E o técnico Gareth Southgate já poderá escalar o reforço no próximo fim de semana, quando o Middlesbrough enfrenta o Fullham, pela 26ª rodada do Campeonato Inglês. Antigo xodó do técnico da seleção brasileira, Afonso ficou de fora das últimas convocações de Dunga. Ao desembarcar na Inglaterra, o atacante prometeu calar os críticos com gols. "Estou me sentindo em casa aqui. Vou responder em campo, com gols e boas atuações", disse o atacante. A contratação de Afonso confirma ainda a vocação exportadora do Heerenveen, que nos últimos anos se especializou em vender jogadores para o futebol inglês. Em 1997/98, Van Nistelrooy trocou o time holandês pelo Manchester United, onde jogou por cinco temporadas. Um ano antes havia sido a vez do dinamarquês Jon Dahl Tomasson deixar o Heerenveen para se transferir ao Newcastle. O sueco Marcus Allback foi comprado pelo Aston Villa em 2002. E o último foi o grego Georgios Samaras, vendido ao Manchester City em 2002. Todos fizeram sucesso na Holanda, mas nem todos conseguiram repetir o bom desempenho na Inglaterra. PROBLEMA NA FIFAAlém dos zagueiros adversários, Afonso pode enfrentar outro obstáculo para triunfar na Inglaterra. O AZ Alkmar, da primeira divisão holandesa, afirma ter um pré-contrato assinado pelo próprio Afonso. E vai tentar, na Fifa, suspender o jogador até o fim da temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.