EFE<br>
EFE

África do Sul decide adiar convocação após morte de goleiro

Senzo Meyiwa foi capitão da equipe nos últimos jogos e estava 'invicto' há quatro partidas, ele foi assassinado na última semana

Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 12h05

A África do Sul adiou a convocação da seleção nacional para os dois últimos jogos das Eliminatórias da Copa Africana de Nações após o capitão Senzo Meyiwa ser morto a tiros no último domingo. O técnico Ephraim Mashaba estava previsto para anunciar a lista nesta quinta-feira.

Goleiro, Meyiwa foi morto em um assalto a uma casa que ele estava visitando, aparentemente de sua namorada. A polícia sul-africana abriu uma investigação sobre o assassinato. Em uma entrevista coletiva nesta semana, Mashaba disse, chorando, que Meyiwa teria sido o primeiro nome da sua lista de convocados.

Meyiwa não tinha sofrido gols nos quatro jogos anteriores da África do Sul no Grupo A do torneio classificatório, sendo decisivo para que a sua seleção liderasse a chave, com oito pontos, mesmo que o grupo conte com a Nigéria, a atual campeã da Copa Africana de Nações.

Com essa campanha, a África do Sul precisa de só mais uma vitória para assegurar matematicamente a sua presença no torneio continental de 2015. A seleção vai receber o Sudão em 15 de novembro e duelará quatro dias depois com a Nigéria, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.