África do Sul minimiza risco de terrorismo no Mundial

África do Sul minimiza risco de terrorismo no Mundial

De acordo com o ministro da Polícia sul-africana, ameaças de ataques ao Mundial não possuem fundamento

AE, Agência Estado

10 de abril de 2010 | 11h21

O ministro da Polícia da África do Sul, Nathi Mthethwa, minimizou os boatos de que o país poderia ser vítima de ataques terroristas durante a disputa da Copa do Mundo. Contudo, a autoridade avisou que as ameaças não podem ser ignoradas, afirmou em nota divulgada na noite de sexta-feira.

"Notícias recentemente publicadas pela mídia sugerem que estas ameaças não tem fundamento", afirmou Mthethwa, que garantiu empenho da polícia para investigar cada possível ameaça. "Nós simplesmente não podemos ignorá-las".

O ministro se refere a uma notícia publicada pela CBS durante esta semana. A rede americana divulgou um artigo publicado em um fanzine eletrônico, supostamente ligado a Al-Qaeda. Nele, os autores sugerem um ataque no estádio que sediará a partida entre Estados Unidos e Inglaterra, na cidade de Rustenburg, pela primeira fase do Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.