África do Sul nega ter pago propina para assegurar Copa do Mundo de 2010

Todos os recursos da Copa do Mundo de 2010 foram contabilizados e auditados, disse o ministro dos Esportes da África do Sul nesta quinta-feira, e o governo ainda não recebeu um indiciamento de procuradores norte-americanos envolvendo sul-africanos.

REUTERS

28 de maio de 2015 | 07h54

"Nossos registros e livros financeiros para o ano financeiro de 2010/2011 e aqueles antes e depois da Copa do Mundo foram auditados pelo auditor-geral da África do Sul e tal valor não foi encontrado", disse o ministro do Esporte Fikile Mbalula a jornalistas.

Mbalula falou um dia após a prisão de dirigentes da Fifa sob acusações de corrupção, incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não foi a acusado.

(Reportagem de Nqobile Dludla)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTFIFAAFRICADOSULNEGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.