Efrem Lukatsky/AP
Efrem Lukatsky/AP

Agência antidoping dos EUA pede testes contra Rússia na Copa

Após escândalo de doping que abalou o esporte olímpico russo, atletas do país sofrem com desconfiança

Ansa

22 Junho 2018 | 10h15

O chefe da agência antidoping dos Estados Unidos (USADA), Travis Tygart, pediu à Fifa nesta sexta-feira, 22, que os jogadores da seleção da Rússia sejam submetidos a exames antidoping após as vitórias contra a Arábia Saudita e o Egito. "O time russo deve passar por testes agressivos para garantir a confiança do público na integridade da Copa do Mundo", disse Tygart em entrevista ao jornal britânico The Telegraph.

A Fifa disse que as informações sobre a quantidade de testes de doping aos quais os russos foram submetidos durante o Mundial não pode ser divulgada, mas garantiu a Rússia foi uma das seleções "mais testadas".

 

Considerada uma das seleções mais fracas da Copa do Mundo, a Rússia surpreendeu ao golear na primeira rodada a Arábia Saudita, por 5 a 0, e vencer o Egito por 3 a 1 no segundo jogo.

Após o escândalo de doping que abalou o esporte olímpico russo, o país foi punido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), sendo parcialmente banido dos Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang, na Coreia do Sul.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.