Efrem Lukatsky/AP
Efrem Lukatsky/AP

Agência antidoping dos EUA pede testes contra Rússia na Copa

Após escândalo de doping que abalou o esporte olímpico russo, atletas do país sofrem com desconfiança

Ansa

22 Junho 2018 | 10h15

O chefe da agência antidoping dos Estados Unidos (USADA), Travis Tygart, pediu à Fifa nesta sexta-feira, 22, que os jogadores da seleção da Rússia sejam submetidos a exames antidoping após as vitórias contra a Arábia Saudita e o Egito. "O time russo deve passar por testes agressivos para garantir a confiança do público na integridade da Copa do Mundo", disse Tygart em entrevista ao jornal britânico The Telegraph.

A Fifa disse que as informações sobre a quantidade de testes de doping aos quais os russos foram submetidos durante o Mundial não pode ser divulgada, mas garantiu a Rússia foi uma das seleções "mais testadas".

 

Considerada uma das seleções mais fracas da Copa do Mundo, a Rússia surpreendeu ao golear na primeira rodada a Arábia Saudita, por 5 a 0, e vencer o Egito por 3 a 1 no segundo jogo.

Após o escândalo de doping que abalou o esporte olímpico russo, o país foi punido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), sendo parcialmente banido dos Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang, na Coreia do Sul.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.