Cesar Greco / Palmeiras
Cesar Greco / Palmeiras

Agosto 'instável' é desafio à reabilitação do Palmeiras contra o Athletico-PR no Brasileiro

Time perdeu os três últimos jogos que disputou neste mês pelo torneio e agora tenta diminuir distância do líder

Toni Assis, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2021 | 05h00

Em seu último compromisso de agosto, o Palmeiras recebe o Athletico-PR neste sábado, às 21h, no Allianz, disposto a sacramentar o fim  de uma sequência de derrotas que custou a perda da liderança no torneio. Nos três jogos que realizou neste mês pelo Brasileiro, a equipe de Abel Ferreira não somou um ponto sequer e, de líder isolado, hoje ocupa a segunda colocação  (32) a seis pontos do líder Atlético-MG.

 A má fase de agosto teve início com o Fortaleza que, no dia 7, veio a São Paulo e venceu o time palmeirense por 3 a 2. Depois, no dia 14, o time voltou a perder, desta vez, para o Atlético-MG, fora de casa (2 a 0). Mas a maior surpresa aconteceu no sábado passado (21/8) com a derrota de 2 a 0 para o Cuiabá em pleno Allianz.

 O alento para o torcedor palmeirense vem se, nesse recorte, for incluído os dois jogos da quartas de final da Libertadores, quando a equipe eliminou o São Paulo e se garantiu na semifinal (empate de 1 a 1 no Morumbi, no dia 10/8 e vitória de 3 a 0, no Allianz no dia 18/8).

Mesmo assim, em cinco jogos, os palmeirenses sofreram três derrotas, um empate e só uma vitória. Um aproveitamento de 26,6%.   

Para efeito de comparação, no mês de julho, o Palmeiras teve um desempenho avassalador pelo Brasileiro. Em seis partidas, o time venceu cinco e empatou só uma vez, com performance de 88,9%.

 Disposto a retomar essa fase, o técnico Abel Ferreira intensificou os treinamentos nesta semana para recolocar o time novamente no caminho das vitórias.  No trabalho tático, o treinador português procurou ajustar o posicionamento da equipe e deu ênfase à  finalização e também às jogadas de bola parada.

 “O Campeonato Brasileiro é muito equilibrado, mas temos um elenco de qualidade. Estamos trabalhando muito para acertar a equipe e buscar os nossos objetivos”, comentou o treinador português durante a semana.

 A novidade no time para esta partida pode ser o aproveitamento de Patrick de Paula desde o início no lugar de Zé Rafael. Dudu e Raphael Veiga seguem na criação enquanto Wesley e Rony completam o setor ofensivo.

 Mas se o Palmeiras entra em campo atrás de uma reabilitação, a situação do time paranaense não é diferente. A equipe do técnico António Oliveira vem de quatro derrotas seguidas no Brasileiro.

 Um desfalque certo é Thiago Heleno (expulso contra o Corinthians). Zé Ivaldo é o mais indicado para ocupar o seu lugar. A boa notícia é o retorno de Bissoli no ataque. Ele pode ter a companhia de Léo Citadini, já que o treinador português cogita poupar Nikão. Em queda no torneio, o Athletico-PR contabiliza 23 pontos e ocupa a nona colocação.

 FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS x ATHLETICO-PR

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Renan (Piquerez); Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula), Raphael Veiga e Dudu; Wesley e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

ATHLETICO-PR – Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Zé Ivaldo (Lucas Fasson) e Abner; Richard, Christian e David Terans; Léo Citadini (Nikão), Jader e Bissoli. Técnico: António Oliveira.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS)

HORÁRIO – 21h LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.