Agressor do técnico do Sevilla é identificado por polícia

A Polícia espanhola identificou nesta terça-feira o suposto torcedor que atirou uma garrafa na cabeça de Juande Ramos, técnico do Sevilla, durante a partida contra o Bétis, pelas quartas-de-final da Copa do Rei, em 28 de fevereiro.Ángel C.R. prestou depoimento à polícia e foi acusado por uma série de lesões durante o clássico andaluz. A partida, disputada no estádio do Bétis, foi suspensa no momento do incidente, quando o Sevilla vencia por 1 a 0. O jogo já foi remarcado para o dia 20 de março a partir dos 14 minutos do segundo tempo, com portões fechados, em Getafe.O comitê de competição da federação não aceitou o pedido do Sevilla, que solicitou a antecipação alegando que não poderia contar com os jogadores que servirão às seleções."São 30 minutos, o cansaço e o esforço não são os mesmos que numa partida completa. Além disso, os jogadores que irão às seleções já estarão com elas no prazo legal de quatro dias antes", disse Alfredo Flórez, presidente do Comitê de Competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.