Agüero diz não ser 'vilão' por deixar Atlético de Madrid

A negociação com o Manchester City deixou o atacante Sergio Agüero com uma imagem ruim diante dos torcedores do Atlético de Madrid, seu ex-clube. Neste sábado, o jogador decidiu defender-se e afirmou não ser o "vilão" por deixar a equipe espanhola.

AE-AP, Agência Estado

30 de julho de 2011 | 15h03

O argentino, acusado pela torcida de pensar apenas no dinheiro, revelou ter assinado uma prorrogação de contrato com sua ex-equipe, para garantir que ela tivesse algum benefício financeiro com a transferência.

"Não sou o vilão nesta negociação, apesar de algumas pessoas tentarem me transformar nisso", afirmou Agüero, que admitiu que sua briga com o Atlético de Madrid "não foi boa para ninguém".

O jogador de 23 anos deixou o clube espanhol recentemente para se juntar ao Manchester City, em uma transferência de 38 milhões de euros (cerca de R$ 84,6 milhões). Revelado pelo Independiente, o atacante estava no Atlético de Madrid há cinco temporadas e vinha manifestando publicamente o desejo de deixar a equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.