Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Agüero treina normalmente e deve reforçar o City na estreia da Liga dos Campeões

Argentino sentiu um problema no tornozelo durante o último jogo do Campeonato Inglês

Estadão Conteúdo

18 de setembro de 2018 | 14h18

O torcedor do Manchester City teve um bom motivo para comemorar nesta terça-feira. Na véspera da estreia na Liga dos Campeões, contra o Lyon, na Inglaterra, o atacante Sergio Agüero trabalhou normalmente com o elenco e se mostrou pronto para reforçar a equipe nesta partida.

Agüero virou preocupação para o City no sábado, durante a vitória por 3 a 0 sobre o Fulham, quando foi substituído por Gabriel Jesus no início do segundo tempo graças a um problema no tornozelo. Mas o argentino se recuperou e voltou aos treinos, o que deve mantê-lo como titular na quarta, com o brasileiro no banco.

Por outro lado, o lateral-esquerdo Benjamin Mendy desfalcou o City no sábado graças a um problema no joelho, ficou de fora do treino desta terça e foi citado como dúvida para encarar o Lyon. Se for desfalque, deverá ser novamente substituído por Fabian Delph.

De certo mesmo, o City terá uma novidade no banco de reservas. Como Pep Guardiola está suspenso por uma partida, o time será instruído na quarta pelo espanhol Mikel Arteta, ex-meia com passagens por Everton e Arsenal. E o auxiliar celebrou a chance de comandar um elenco tão forte.

"Para mim, temos os melhores jogadores do mundo. Olho para eles e penso que são os melhores. Eu conheço suas qualidades e fraquezas, são absolutamente fantásticos. É incrível, o que estamos criando é fenomenal. Vencer a Liga dos Campeões é o objetivo. Temos um elenco jovem, eles ganharam bastante experiência e se sentem mais bem preparados do que nos dois anos anteriores", considerou.

Depois de se aposentar em 2016 com a camisa do Arsenal, Arteta celebrou os ensinamentos que teve com Guardiola neste início de uma nova carreira. "Meu aprendizado tem sido incrível e vai continuar. Sou privilegiado de estar aqui e me sinto satisfeito. Se você me perguntar se um dia quero ser treinador, a resposta provavelmente será 'sim'. Mas estamos em um momento fantástico e ainda há muito espaço para crescimento."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.