Nelson Antoine/AP
Nelson Antoine/AP

Aguirre admite São Paulo pilhado e lamenta agressão de Diego Souza

Camisa 9 só não foi expulso porque arbitragem não viu; Brenner levou vermelho após seis minutos em campo

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

02 Agosto 2018 | 22h39

O técnico Diego Aguirre criticou o meia Diego Souza pelo lance em que o camisa 9 chutou sem bola um adversário do Colón durante a derrota do São Paulo por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A arbitragem não viu a jogada e deixou de punir o atleta, que já tinha cartão amarelo. Já a expulsão de Brenner foi "relativizada" pelo uruguaio.

+ Confira lance a lance como foi São Paulo 0 x 1 Colón-ARG

+ Veja mais notícias do São Paulo

"O Brenner está mais justificado, é um menino que perdeu a cabeça. Nao vi o lance do Diego, mas ele me disse que levou um soco e perdeu por um momento o foco no jogo e cometeu uma agressão. Não pode acontecer, mas aconteceu", falou Aguirre.

A expulsão de Brenner aconteceu seis minutos depois de o garoto de 18 anos ter entrado em campo, aos 42 do segundo tempo, também por agressão. Ele se desentendeu com o lateral Emmanuel Olivera e recebeu o vermelho direto após empurrar violentamente o argentino.

Confira abaixo os momentos das duas agressões. Primeiro, a de Diego Souza que a arbitragem não viu. Depois, da de Brenner:

“Tavez ficamos um pouco nervosos, isso não pode acontecer", complementou Aguirre, questionado se a equipe havia ficado pilhada demais com o desenrolar da partida e a dificuldade de entrar na defesa do Colón.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.