Bruno Cantini|Divulgação
Bruno Cantini|Divulgação

Aguirre confirma Atlético-MG com força máxima para final do Mineiro

Técnico 'esquece' Libertadores e foca no jogo com América-MG

Estadão Conteúdo

29 de abril de 2016 | 18h31

O técnico Diego Aguirre decidiu utilizar o que o Atlético-MG tem de melhor para a primeira partida da final do Campeonato Mineiro, neste domingo, contra o América-MG, no Independência. Em meio à disputa das oitavas de final da Libertadores contra o Racing, havia a possibilidade colocar um time misto em campo, mas o uruguaio a descartou nesta sexta-feira.

"É um momento difícil para tirar algum jogador desta final. Todos querem jogar e a nossa ideia é colocar em campo um time muito forte. Queremos ganhar essa primeira final e, talvez, algum jogador não jogue, mas a maioria dos que jogaram na quarta-feira vai jogar domingo", declarou.

Aguirre esclareceu que só deixará algum titular fora da partida se este não tiver condições físicas. Mesmo assim, descartou fazer mudanças em larga escala em relação ao time que empatou por 0 a 0 com o Racing na Argentina, quarta-feira, e teve: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Junior Urso e Dátolo; Robinho e Lucas Pratto.

O treinador explicou que manter a base que vem atuando é importante até para manter o Atlético-MG em alta. "O time está melhorando como um todo, como equipe. Não separo a defesa do ataque, somos 11 para atacar e 11 para defender. A responsabilidade é de todos."

Nesta sexta-feira, o elenco atleticano se reapresentou na Cidade do Galo. Enquanto os titulares realizaram um trabalho de recuperação na academia, os reservas foram a campo para uma atividade leve. O lateral Patric, recuperado de lesão, trabalhou normalmente e vai ficar à disposição para a decisão deste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.