Divulgação
Divulgação

Aguirre elogia atitude e vê Atlético-MG vivo na Libertadores

'Parabenizei os jogadores porque tiveram raça e intensidade'

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2016 | 09h50

A derrota do Atlético Mineiro por 1 a 0 para o São Paulo, na noite de quarta-feira, no Morumbi, pela Copa Libertadores, parece não ter abalado o técnico Diego Aguirre. O uruguaio garantiu ter aprovado a atuação do seu time no duelo de ida das quartas de final, destacando a postura exibida pelos seus jogadores, e só lamentou que a equipe tenha sido vazada em uma jogada de bola parada.

"Acho que fizemos um bom jogo e merecíamos mais alguma coisa. Tomamos um gol em uma bola parada e eles não tiveram muitas chances. Acabou a primeira parte e a segunda é em Belo Horizonte. O time teve uma atitude espetacular, com uma intensidade boa. Parabenizei os jogadores porque tiveram raça, intensidade", analisou o treinador.

Com o revés, o Atlético-MG vai precisar de um triunfo por dois gols de diferença na próxima quarta-feira, no Independência, para avançar às semifinais da Libertadores. Aguirre evitou quantificar o peso do tropeço e avaliou que tudo está em aberto no confronto.

"Teremos muito jogo ainda, temos 90 minutos para reverter essa situação e, independentemente de questões técnicas ou táticas, o melhor foi que a torcida terminou aplaudindo o nosso time de pé. Nesse tipo de jogo, tem que ter intensidade e atitude. Se o resultado foi bom ou ruim, vamos saber na próxima quarta-feira", disse o técnico.

Antes de encarar o São Paulo, o Atlético-MG vai estrear no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, o time vai receber o Santos, no Independência, às 18h30. A tendência é de que Aguirre escale uma equipe formada basicamente por reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.