Alexandre Lops/ Divulgação
Alexandre Lops/ Divulgação

Aguirre elogia elenco do Inter e culpa expulsão por empate com Vasco

'Quando tiver ruim vamos falar, mas não é agora', declara técnico

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

24 de maio de 2015 | 10h06

Envolvido com a disputa da Copa Libertadores, o Inter fez diante do Vasco, no sábado, sua terceira partida no Brasileirão com uma equipe reserva. O time demonstrou dificuldades em atacar e passou a maior parte do tempo se defendendo, mas o técnico uruguaio Diego Aguirre parece ter gostado do desempenho no empate em 1 a 1.

"Faz uns dias que só falam que o Inter está recuado. O Inter está bem, em boa fase. Não vamos falar de coisas ruins, tivemos várias coisas boas. O que correu Anderson, o que correu Alex. A primeira partida do Lucas, um menino que foi bem. Temos muitas coisas boas para falar. Quando houver coisas ruins vamos poder falar mais, mas não é o momento", defendeu o treinador, após a partida de sábado. 

Segundo ele, a expulsão de Alan Ruschel - que começou como meia improvisado e foi para a lateral esquerda, sua posição de origem, ainda no primeiro tempo - acabou atrapalhando o time.

"Tomamos um cartão vermelho e isso condicionou o jogo. Estava controlado, sem problemas, mas quando se fica com um a menos o time da casa vai para frente", considerou Aguirre. Alan Ruschel foi expulso pouco depois dos 20 minutos do segundo tempo.

A expulsão também foi vista pelo volante Nilton como preponderante para que o Inter cedesse o empate. "Com 11 já é difícil, imagina com 10. Tentamos segurar ao máximo, os três pontos, que seriam valiosos. Mas o que importa é pontuar fora, sendo um ou três", avaliou Nilton.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterDiego Aguirre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.