Aguirre minimiza derrota do Inter e avisa: 'A prioridade é quarta'

O Internacional foi atropelado pelo Atlético-PR na estreia do Campeonato Brasileiro, por 3 a 0, no domingo, mas ninguém no clube pareceu se importar muito com o resultado. A equipe vive ótima fase depois do título gaúcho, conseguiu um bom resultado na ida das oitavas de final da Libertadores contra o Atlético-MG e na quarta-feira vai decidir em casa uma vaga na próxima fase do torneio.

Estadão Conteúdo

11 de maio de 2015 | 10h02

"A Libertadores é o sonho máximo, todos querem passar. Não descuidamos do Brasileirão, mas a prioridade é quarta", disse o técnico Diego Aguirre, que admitiu ter assumido o risco de ser derrotado domingo ao escalar os reservas. "Assumimos um risco, aconteceu."

O Inter sabe que o mais importante no momento é passar pelo Atlético-MG, após empatar por 2 a 2 na casa do adversário, mas nem por isso Aguirre deixou de admitir a fraca atuação de seus comandados.

"A verdade é que o time não jogou bem. Eu poderia falar muitas desculpas para justificar, mas prefiro assumir a derrota e rapidamente pensar no que temos na frente", comentou. "São jogos que ocorrem, as coisas não dão certo. O rival, por momentos, jogou melhor que nós", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterDiego Aguirre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.