Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Aidar cancela reunião, mas se despede no São Paulo e vai renunciar

Dirigente já enviou e-mail a funcionários confirmando saído do cargo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de outubro de 2015 | 11h49

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, decidiu desmarcar a reunião marcada para o fim da tarde desta terça-feira no estádio do Morumbi com ex-membros da diretoria. No encontro, o dirigente explicaria aos aliados a sua versão sobre as denúncias de irregularidades na gestão e na sequência, entregaria a carta de renúncia ao Conselho Deliberativo. Apesar do cancelamento, Aidar vai protocolar a sua saída do cargo ainda nesta terça-feira, em qualquer horário, e já enviou e-mail de despedida a funcionários.

Aidar também já confirmou a pessoas próximas que esta terça-feira será seu o último dia do seu um ano e meio de gestão. A carta de renúncia será entregue ao presidente do Conselho, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que passa a assumir a vaga de Aidar e terá o prazo de 30 dias para convocar nova eleição. Leco, inclusive, deve ser um dos candidatos.

O objetivo do encontro era para Aidar explicar aos convidados as acusações feitas pelo ex-vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro em e-mail divulgado na última semana. O antigo aliado acusou o presidente do clube de desviar dinheiro de transferências, envolver a namorada no recebimento de comissões e de gestão fraudulenta. Ataíde também escreveu na mensagem que gravou em áudio uma conversa entre os dois para usar como prova.

O conteúdo do e-mail enfraqueceu de vez base política do presidente dentro do Conselho. Antigos aliados e ex-membros da diretoria retiraram o apoio a Aidar desde que ele solicitou a entrega de pedidos de demissão coletiva de todos os membros da gestão, desde os seis vice-presidentes até os cerca de 20 diretores. Isolado no cargo, o presidente deve renunciar após um ano e meio no comando do São Paulo.

DESPEDIDA DE AIDAR

"Prezados colaboradores,

 Acreditando que estejam acompanhando o noticiário, informo que nesta data me desligarei da presidência do São Paulo F.C.

 

Impossibilitado, naturalmente, de agradecer pessoalmente a cada um de vocês, faço-o por meio desta mensagem, na expectativa que sigam seus trabalhos em prol do Clube que servimos.

 

Um forte abraço e muito obrigado.

 

Carlos Miguel"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.