Iara Morselli/Estadão
Iara Morselli/Estadão

Aidar diz que há pouca verba no São Paulo para reforços para 2015

Atento às dívidas do clube, presidente não pretende fazer grandes investimentos mesmo com a equipe disputando a Copa Libertadores

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2014 | 08h34

O presidente Carlos Miguel Aidar admite que o São Paulo não fará grandes contratações para a Copa Libertadores 2015 por causa da situação financeira do clube. "O São Paulo está pobre de dinheiro. Sozinhos não temos condições de pagar os salários de atletas como Conca, Dudu, Diego e outros que estão sendo comentados".

A contratação dos laterais Carlinhos e Bruno, ambos do Fluminense, sugeriu que o São Paulo poderia aproveitar o fim da parceira entre o clube carioca e o seu patrocinador para mirar os grandes jogadores do elenco, como o argentino Conca. Mas Aidar negou essa possibilidade. "Ninguém no Brasil pode pagar o que o Conca ganha. Não adianta a Unimed ter saído. Eu não consigo fazer uma parceria com a Unimed São Paulo, as empresas são independentes".

De acordo com a previsão orçamentária de 2015, o São Paulo terá um déficit de R$ 53 milhões. Diante deste cenário, o presidente afirmou que a diretoria já conseguiu grandes realizações como a renovação do contrato do goleiro Rogério Ceni até o final do primeiro semestre, a contratação em definitivo do volante Souza e a renovação com o volante Hudson.

APROVADO

O lateral-direito Bruno foi aprovado nos exames médicos e nesta quinta-feira assinou contrato por dois anos. De acordo com o gerente executivo Gustavo Vieira de Oliveira, o atleta de 29 anos foi indicado pelo técnico Muricy Ramalho.

Bruno é mais um jogador que se destacou no time do Figueirense em 2011 e que acabou no São Paulo. "No Figueirense joguei com Edson Silva, Maicon e o Aloísio (hoje no futebol chinês). Todos falaram muito bem do clube. Estou muito motivado e teremos grandes desafios em 2015", disse.

Em 2015, o São Paulo jogará quatro competições: Campeonato Paulista, Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil (entra apenas na fase de oitavas de final). A estreia na temporada será no dia 1.º de fevereiro, pelo Paulistão, contra o Penapolense, em Penápolis.

Na competição continental, o clube do Morumbi já conhece dois de seus três adversários no Grupo 2. Um é o atual campeão San Lorenzo, da Argentina. O outro é o Danubio, do Uruguai. O terceiro rival pode ser o Corinthians, que disputará a fase preliminar contra um representante da Colômbia ainda não definido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.