Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Aidar lamenta que São Paulo não terá em breve novos jogos pela manhã

Presidente do clube diz que horário atrai bastante público ao estádio

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2015 | 07h00

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, disse nesta terça-feira estar frustrado que o clube não terá pelo menos nas sete próximas rodadas do Brasileirão novas partidas como mandante às 11h da manhã dos domingos. O dirigente ressaltou o sucesso de bilheteria do jogo com o Coritiba quando 59,6 mil pessoas estiveram presentes.

Na noite de segunda, a CBF divulgou a tabela detalhada até a 20ª rodada. A principal novidade foi que a partir da 15ª rodada, serão dois jogos nas manhãs de domingo, em vez de apenas um. "A CBF infelizmente não colocou nenhum jogo do São Paulo às 11h da manhã, o que lamentamos muito", disse o dirigente durante evento para apresentação do novo programa de sócio torcedor.

Aidar disse que o clube nada poderia fazer para alterar a agenda dos jogos, a não ser torcer para receber novamente a oportunidade. Na vitória por 3 a 1 contra o Coritiba, a bilheteria gerou uma renda de R$ 1.333.055,00, com o maior público do Brasileiro deste ano. A presença foi mais do que o dobro dos 21 mil pagantes no empate com o Avaí, o jogo com mais torcedores até então.

Os jogadores também aprovaram o novo horário, principalmente por conseguir atrair mais torcedores. "Jogar com casa cheia, faz a motivação e a essência do jogo mudarem", comentou o atacante Luis Fabiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.