Molly Darlington/Reuters
Molly Darlington/Reuters

Ainda com futuro indefinido, Willian estende contrato com o Chelsea

Meia brasileiro prorroga acordo por mais algumas semanas para poder encerrar temporada

Redação, Estadão Conteúdo

24 de junho de 2020 | 10h00

O meia-atacante Willian ficará ao menos mais algumas semanas no Chelsea. O jogador tinha vínculo com o clube londrino somente até o dia 30 deste mês, mas a direção resolveu estender o acordo para que o atleta possa encerrar a temporada europeia na equipe inglesa. O futuro do jogador, contudo, segue indefinido.

Willian, de 31 anos, e Pedro, de 32, passaram pela mesma situação incomum vivida nesta pandemia do novo coronavírus. Isso porque seus contratos seriam encerrados antes mesmo do fim da temporada, adiada em razão do risco de contaminação. Assim, o clube de Londres decidiu estender seus vínculos até o fim das competições europeias, o que deve acontecer entre agosto e setembro.

"Como consequência da pandemia e do adiamento da temporada, os clubes da Premier League concordaram por unanimidade em poder fazer renovações de contratos de curto prazo com jogadores cujos vínculos expiravam no final deste mês. Willian e Pedro eram dois destes casos, e eles acordaram com o clube em prorrogar contratos até o final da temporada atual", informou o Chelsea.

Com a renovação, os dois jogadores poderão defender o clube londrino tanto nas partidas restantes do Campeonato Inglês, retomado neste mês, quanto na Copa da Inglaterra e na Liga dos Campeões - estes dois últimos torneios ainda não foram reiniciados.

Apesar disso, o futuro de Willian segue em aberto para a próxima temporada. Sem sucesso na tentativa de renovação por três anos com o clube, o jogador da seleção brasileira deve deixar a equipe. A imprensa local chegou a especular uma transferência para o rival Tottenham, mas não há nada certo até agora.

Willian chegou ao clube inglês em 2013, vindo do Anzhi Makhachkala, da Rússia. Antes disso, defendeu o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e o Corinthians, clube em que despontou no cenário nacional e mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.