Franck Fife/AFP
Franck Fife/AFP

Ainda com indefinição sobre Neymar, PSG perde dupla de ataque por lesão muscular

Segundo departamento médico do clube francês, Mbappé ficará fora de combate por um mês, enquanto Cavani para por três semanas

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2019 | 10h42

O Paris Saint-Germain está sem seu trio de ataque titular. Ainda com a indefinição sobre o brasileiro Neymar, que precisa definir o seu futuro nesta semana por conta do fechamento da janela de transferências no próximo dia 2, o técnico alemão Thomas Tuchel perdeu de uma vez só neste final de semana os outros dois atacantes - o francês Kyllian Mbappé e o uruguaio Edinson Cavani - por lesão muscular.

Em um comunicado oficial em seu site e nas redes sociais, o departamento médico do Paris Saint-Germain confirmou que Mbappé sofreu um estiramento no músculo da coxa esquerda no segundo tempo da goleada do time de Paris sobre o Toulouse, pelo Campeonato Francês, e ficará de fora por, no mínimo, quatro semanas.

Confirmadas as datas, Mbappé perderá a estreia do Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões da Europa que acontece no mês que vem - jogo que também não terá Neymar, se ficar no clube, por conta de punição após postagens na partida contra o Manchester United em março.

Além disso, também perderá a partida contra o Metz, nesta sexta-feira, pelo Campeonato Francês, as partidas pela seleção francesa contra a Albânia, no dia 7, e contra Andorra, no dia 10, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020, e outra disputa do torneio nacional contra o Strasbourg, no dia 15.

O caso de Cavani é um pouco melhor que o de Mbappé, mas o uruguaio será desfalque por três semanas por causa de dores no músculo do quadril. Sua lesão ocorreu logo no início da partida contra o Toulouse. Tuchel, inclusive, protestou após a partida em que perdeu dois de seus principais jogadores. "São muitas! Procuramos (explicações) e continuaremos procurando (os motivos)", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.