Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Ainda em recuperação de cirurgia, Pelé admira Marta em ação pela seleção brasileira

Rei do futebol é fotografado pela filha como torcedor da camisa 10 no amistoso contra a Argentina

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2021 | 18h17

Evoluindo a cada dia e animado com a recuperação da cirurgia para a retirada de um tumor no cólon, Pelé viveu um dia inusitado no Hospital Albert Einstein, nesta segunda-feira. Em meio a tratamentos e fisioterapia, o Rei do futebol que tantas alegrias deu à seleção brasileira foi fotografado pela filha como torcedor de Marta em amistoso contra a Argentina.  O Brasil goleou por 4 a 1, com gol e assistência da craque.

"Assistindo a Rainha. Futebol = remédio", postou Kelly Nascimento, em foto na qual Pelé aparece com os olhos fixos na tevê do quarto vendo a melhor jogadora da seleção feminina em ação. Depois de dar um susto ao voltar à UTI na quinta-feira, as notícias são mais positivas desde a sexta-feira.

O astro voltou às redes sociais para agradecer tantas mensagens de apoio e vem mostrando a evolução do tratamento a cada dia de internação em São Paulo. O início da fisioterapia foi revelado nos últimos dias, sempre com Pelé sempre buscando esbanjar alegria.

Numa cadeira de rodas, Pelé festejou as primeiras sessões de fisioterapia. "Como podem ver, estou dando socos no ar em comemoração a cada dia melhor", escreveu, no fim de semana. Certamente a característica comemoração foi repetida nesta segunda-feira quando Marta fez um belo gol em cobrança de falta diante da seleção argentina, ainda no primeiro tempo, no Maranhão.

O Rei deu sorte para as meninas. Com belo futebol, Marta e cia. não tiveram problemas para ganhar o segundo amistoso seguido da Argentina, deste vez por placar elástico: 4 a 1. A seleção brasileira feminina fez questão de divulgar, honrosa, o apoio de Pelé. "Eu quero morar nessa foto", respondeu o post, com um coração.

O ídolo já vem recebendo visitas dos familiares no Hospital Albert Einstein e conta os dias para receber alta e poder voltar para casa. Com sorriso no rosto e ânimo, ele garante que vai vencer mais uma batalha.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.