Enric Fontcuberta/EFE
Enric Fontcuberta/EFE

Ainda em risco de queda, Espanyol demite técnico Quique Flores

David Gallego, da equipe B, vai assumir o comando do time principal nesta reta final da competição

Estadão Conteúdo

20 de abril de 2018 | 17h06

Ainda lutando contra o rebaixamento no Campeonato Espanhol, o Espanyol demitiu nesta sexta-feira o técnico Quique Sánchez Flores e o diretor esportivo Jordi Lardín. À frente da equipe B, David Gallego vai assumir o comando do time principal nesta reta final da competição.

+ Arsenal anuncia que Wenger sairá do time ao final da temporada

"O RCD Espanyol agradece a Quique Sanchez Flores pela dedicação e pelo trabalho nestas duas temporadas no clube, onde ele foi uma figura importante ao liderar o projeto. O clube deseja o que há de melhor para seu o futuro profissional", declarou a diretoria do clube, ao anunciar a demissão.

Afilhado do grande Alfredo Di Stéfano, Sánchez Flores chegou ao clube de Barcelona em junho de 2016, vindo do futebol inglês. Ele havia treinado o Watford. O técnico desembarcou no Espanyol com contrato de três temporadas. Mas deixará a equipe antes de completar a segunda.

O treinador fez um bom começo de trabalho na equipe, ao levar o time ao oitavo lugar na edição passada do Campeonato Espanhol, o melhor resultado do Espanyol desde a temporada 2010/2011. Porém, na atual, o time vem perdendo rendimento a cada rodada e agora corre risco de ser rebaixado.

O Espanyol é o atual 16ª colocado da tabela, com 36 pontos. No momento, a equipe está duas posições e oito pontos acima da zona da degola, faltando ainda cinco rodadas para o fim do Espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.