Ainda lanterna, Boa bate Guarani e segue sonhando em deixar a degola da Série B

Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Oeste no sábado, às 16h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

Estadão Conteúdo

20 Outubro 2018 | 18h58

O Boa quebrou uma série de cinco tropeços ao derrotar o Guarani de virada pelo placar de 2 a 1, em partida realizada neste sábado, no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG), pela 32.ª rodada da Série B do Brasileiro. O último triunfo havia sido no dia 7 de setembro, no 1 a 0 contra o Goiás.

Com o resultado, o Boa ganhou um gás na luta contra o rebaixamento, mas continua na lanterna com 29 pontos. O Guarani, por sua vez, ficou nos 45, agora mais distante do G4 - a zona do acesso. Esta foi a sua terceira derrota seguida.

O primeiro tempo foi de pura adrenalina. O Guarani partiu com tudo para cima e precisou de apenas dois minutos para abrir o marcador. Em cobrança de escanteio de Matheus Anjos, Bruno Mendes subiu sozinho para cabecear para o fundo das redes.

A resposta do Boa Esporte foi imediata. Mesmo na lanterna, o time mineiro encontrou inspiração para reagir. Alyson avançou pela esquerda e chutou. A bola atravessou a área e acabou nos pés de Hélder. O lateral-direito pegou de primeira e cruzado para deixar tudo igual.

O jogo, que tinha tudo para ser animador, caiu de produção. Ambos os times erravam passes bobos e sequer ameaçaram os goleiros. Davam a entender que estavam satisfeitos com o resultado, já que não mostravam empolgação.

No segundo tempo, o Guarani voltou ainda mais apático, fato que foi aproveitado pelo Boa. Logo no lance inicial, Thallyson foi até a linha de fundo e chutou; Agenor espalmou. Depois foi a vez de Alyson parar no goleiro bugrino.

O Guarani foi acordar apenas aos 18 minutos, quando Felipe Rodrigues recebeu dentro da pequena área e exigiu grande defesa do goleiro Fabrício. Em seguida, após cobrança de escanteio, Philipe Maia cabeceou pela linha de fundo.

Só que o Boa aproveitou melhor as chances e encerrou a fase negativa, que já durava mais de um mês. Aos 28 minutos, Manoel recebeu dentro da área e testou certeiro para decretar a vitória do time mineiro.

Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Oeste no sábado, às 16h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). No mesmo dia e horário, o Boa recebe o Atlético Goianiense novamente em Varginha.

FICHA TÉCNICA

BOA 2 x 1 GUARANI

BOA - Fabrício; Hélder (Maycon), Rodrigão, Rafael Jenses e Alyson; Machado (Douglas Baggio), Thallyson (PH), Clóves e Bruno Tubarão; Manoel e Daniel Cruz. Técnico: Tuca Guimarães.

GUARANI - Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Romário; Willian Oliveira, Ricardinho, Matheus Oliveira (Caíque) e Matheus Anjos; Bruno Mendes (Felipe Rodrigues) e Marcão (Gabriel Poveda). Técnico: Umberto Louzer.

GOLS - Bruno Mendes, aos 2, e Hélder, aos 4 minutos do primeiro tempo; Manoel, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bruno Tubarão e Douglas Baggio (Boa); Willian Oliveira (Guarani).

ÁRBITRO - Andrey da Silva e Silva (PA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

 

LOCAL - Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.