Ainda preciso melhorar, diz Ronaldinho

Craque consagrado com a camisa do Barcelona e da seleção brasileira, Ronaldinho Gaúcho foi eleito pela Fifa o melhor do jogador mundo nos dois últimos anos. Apesar disso, ele acredita que ainda precisa melhorar seu jogo.Em entrevista nesta quarta-feira, em Porto Alegre, onde participou do lançamento do personagem em história em quadrinhos inspirado em sua vida, Ronaldinho Gaúcho admitiu que precisa aprimorar diversos fundamentos do futebol. "Posso cabecear melhor e chutar melhor tanto de direita como de esquerda", revelou.Quando foi comparado aos grandes craques da história do futebol, como Zico e Maradona, Ronaldinho Gaúcho também foi bastante humilde. "Eles e meu irmão (Assis, que jogou no Grêmio) são incomparáveis e de Pelé nem se fala, ele é único", afirmou o jogador de 24 anos. "O meu objetivo é apenas seguir os passos de meus ídolos."Para isso, Ronaldinho Gaúcho também promete não ser egoísta e ajudar o amigo Ronaldo a concretizar o objetivo de voltar a ser o melhor do mundo em 2006, o ano da Copa da Alemanha. "Farei tudo o que eu puder para ajudá-lo a realizar um sonho", disse o jogador do Barcelona e da seleção brasileira.Sobre a Copa, inclusive, Ronaldinho Gaúcho mandou um recado aos seus companheiros de seleção. "Dentro de campo o favoritismo tem que ser deixado de lado para que não vá tudo por água abaixo", avisou o jogador.

Agencia Estado,

28 de dezembro de 2005 | 22h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.