Manchester United/ Twitter
Manchester United/ Twitter

Ainda sem acordo para renovar, Manchester United fica próximo de perder capitão

Técnico Ole Gunnar Solskjaer reforçou a importância do equatoriano no time: "Ele é um dos campeões do Campeonato Inglês no vestiário"

Redeação, Estadão Conteúdo

01 de março de 2019 | 10h10

Há dez anos no Manchester United, Antonio Valencia pode estar de saída do Old Trafford. Nesta sexta-feira, o técnico Ole Gunnar Solskjaer falou com certo pessimismo sobre a possibilidade de permanência do meia-direita no clube com o qual o jogador equatoriano possui contrato até o fim da temporada 2018/2019.

Solskjaer explicou que Valencia ainda não chegou a um acordo com a diretoria para renovar o seu contrato com o Manchester. O equatoriano é o capitão do time, que o contratou em 2009 junto ao Wigan, e atua em diferentes funções aberto pela direita, seja como lateral, ala, meia ou ponta.

"Ele vem tendo uma ótima carreira aqui no Manchester United e na Inglaterra. Ele é um dos campeões do Campeonato Inglês no vestiário", afirmou Solskjaer, exaltando o equatoriano de 33 anos, primeiro jogador de fora da Europa a ser capitão do time e exibindo seu desejo de que Valencia permaneça no clube para a próxima temporada.

Se o futuro do equatoriano está indefinido, certo mesmo é que ele vai desfalcar o Manchester no duelo deste sábado com o Southampton, por causa de uma lesão na panturrilha. "No momento, eu não tenho certeza se o United e o Antonio chegarão a um acordo para o próximo ano", acrescentou o treinador.

O Manchester United também negocia a renovação do contrato do goleiro espanhol David de Gea, que se encerrará ao fim da temporada. "Espero que eles fechem um acordo porque David é o melhor goleiro do mundo", elogiou Solksjaer.

O técnico do Manchester também indicou que o atacante Marcus Rashford será titular no duelo, após se lesionar durante o clássico com o Liverpool - precisou permanecer em campo porque o time havia realizado as três substituições - e apenas entrar durante o compromisso com o Crystal Palace. Já Anthony Martial, que não atua desde a derrota para o Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões, deverá seguir como desfalque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.