Ainda sem ingressos, Ponte define distribuição aos torcedores

Diretoria separa 900 ingressos para torcidas organizadas e membros do clube; 1.500 para o sócio do Camisa 10

Agência Estado

29 de abril de 2008 | 15h16

A venda de ingressos para o segundo jogo da decisão do Campeonato Paulista começou na manhã desta terça-feira, em São Paulo. Mas, enquanto a torcida do Palmeiras fazia fila e esgotava as entradas a ela destinadas para a partida de domingo, no Palestra Itália, a Ponte Preta ainda buscava informações sobre a distribuição de bilhetes em Campinas.Veja também: Tumulto e arquibancadas esgotadas para Palmeiras x Ponte Serviço: para quem vai ao Palmeiras x Ponte, final do Paulistão "Estamos em contato direto com a Federação Paulista de Futebol cobrando nossos 2,6 mil ingressos para a final de domingo, mas até agora não houve uma definição", disse Odair Marcucci, administrador do Estádio Moisés Lucarelli, palco do primeiro jogo da final, ao site do clube campineiro."Temos de ter calma e aguardar que a FPF nos dê uma posição, o que sinceramente espero que ocorra hoje. Por quanto, porém, não há data. Assim que soubermos quando os ingressos virão, avisaremos a imprensa e publicaremos nota oficial", disse o dirigente.Inicialmente, a carga prevista para a torcida ponte-pretana era de 2,6 mil ingressos, a mesma destinada ao Palmeiras na primeira partida da decisão. Para o jogo em Campinas, a diretoria palmeirense distribuiu os ingressos recebidos para convidados, conselheiros e torcidas organizadas, em detrimento aos demais torcedores.Tal atitude também deve acontecer com a Ponte Preta. Odair Marcucci afirmou que os ingressos devem ser distribuídos em três categorias: diretoria, torcidas organizadas e Torcedor Camisa 10, promoção feita pelo clube desde o início da temporada e que tem cadastrado quatro mil torcedores. "Vamos tentar fugir ao máximo dos cambistas. O que existe de concreto é que cerca de 900 ingressos vão ser destinados às torcidas organizadas e diretoria. Com os demais, que devem girar em torno de 1.500, estamos estudando a possibilidade de fazer um cadastro de torcedores Camisa 10, para que estes também sejam privilegiados. Mas ainda não tenho esses números definidos", afirmou Odair, que considera "justo prestigiar as organizadas - Torcida Jovem e Serponte - que sempre apoiaram o time".

Tudo o que sabemos sobre:
Ponte PretaPalmeirasPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.