Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Ainda sem Mano Menezes, Cruzeiro vai com time forte para jogo contra o São Paulo

Sidnei Lobo segue no comando do time mineiro e escala força máxima a fim de diminuir distância para os líderes

O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2018 | 11h00

Após vencer o Corinthians por 1 a 0 na última quarta-feira, sob o comando de Sidnei Lobo, o Cruzeiro segue com o auxiliar à frente para enfrentar o São Paulo, em duelo marcado para as 19 horas deste domingo, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Dentro do rodízio estabelecido pela comissão técnica, o time deve sofrer novas mudanças.

Enquanto o técnico Mano Menezes continua liberado para realizar tratamentos de saúde em decorrência de um problema de pele, Sidnei Lobo quebra a cabeça para montar a equipe. Mas deve ter um time bem forte porque apenas quatro jogadores considerados titulares atuaram diante do Corinthians: o goleiro Fábio, o zagueiro Leo, o lateral-esquerdo Egídio e o meia Robinho.

Os volantes Henrique e Ariel Cabral devem retomar as posições que foram de Lucas Silva e Lucas Romero. Na lateral direita, Edilson tem volta confirmada na vaga de Ezequiel. No meio de campo, a dúvida fica quanto ao aproveitamento de Thiago Neves, que treinou pouco para se recuperar fisicamente. Se ele não jogar, Mancuello será escalado.

Fred vai deixar o ataque. Ele nem viajou com a delegação, seguindo o cronograma. Barcos deve ser confirmado no ataque, apesar das opções de Raniel e até de Sassá, que cumpriu oito jogos de suspensão por briga diante do Palmeiras, pela Copa do Brasil.

As baixas já conhecidas são o zagueiro Dedé, que está com a seleção brasileira, e o meia-atacante Arrascaeta, com a seleção uruguaia. O meia Rafinha, por sua vez, chegou a ser liberado depois de sentir um desgaste muscular, mas não ficou nem no banco de reservas contra o Corinthians. Além disso, o zagueiro Murilo retornará apenas em 2019 após passar por uma cirurgia no ombro.

Diante de tantas opções, Sidnei Lobo teve a chance de manter o mistério da escalação. Ele diz que ainda vai depender da posição do chefe. "Vamos escalar o que ele (Mano) achar conveniente. Eu vou dar minhas opiniões e a gente vai chegar na equipe ideal para o jogo contra o São Paulo", afirmou o auxiliar, ex-volante que atuou oito anos no próprio São Paulo - três na base e cinco como profissional.

Lobo ressaltou também a responsabilidade do Cruzeiro diante de um adversário que luta por vaga na Copa Libertadores. "A gente precisa tomar cuidado porque um relaxamento pode gerar até uma goleada. E isso a gente não quer ver".

Sem grandes pretensões no Brasileirão após ter conquistado o título da Copa do Brasil, o Cruzeiro almeja uma boa colocação por questões de premiação. No momento ocupa a sétima colocação, com 49 pontos.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO - Fábio; Edilson, Manoel, Leo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Mancuello e David; Barcos. Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar).

 

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.