Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Ainda sem saber se fica, Enderson Moreira projeta 2015 no Santos

Mesmo com contrato até o fim do ano que vem, permanência do treinador no clube praiano depende de eleições presidenciais

Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2014 | 10h24

Mesmo ainda sem saber se permanecerá no comando do Santos, Enderson Moreira planeja como será a próxima temporada da equipe paulista. Em uma breve avaliação do time, após se despedir do Brasileirão na noite de domingo, o treinador afirmou que o grupo precisa amadurecer, buscando novas contratações, e pediu pressa na montagem da equipe.

"Tenho três meses de Santos. Esse período foi importantíssimo para fazer um bom diagnóstico, para ter uma equipe mais competitiva, com mais peças, para poder buscar os títulos. Utilizando jogadores da base, buscamos uma mescla com outros mais experientes. Aí você consegue ter uma equipe qualificada, que consegue passar durante toda a temporada com consistência", avaliou o treinador.

Enderson alerta, contudo, para o atraso no planejamento do time para 2015. Na sua avaliação, a eleição presidencial do clube adiou decisões importantes para a montagem do time. "Há uma série de indefinições ainda. Primeiro precisa definir quem fica e quem vai. Temos bons jogadores, mas talvez o Santos precise, em um primeiro momento, se desfazer de algumas peças para ter um equilíbrio financeiro".

A principal indefinição é quanto ao próprio futuro de Enderson. Ele tem contrato até o fim do ano que vem, mas pode deixar o cargo dependendo do candidato que vencer a eleição, adiada para o próximo sábado, após confusão no fim de semana. "Temos essa expectativa. Não temos confirmação de nada, embora o contrato esteja aí. Tenho como algo da minha vida cumprir os contratos."

PALMEIRAS

Enderson minimizou o triunfo sobre o Vitória que salvou o rival Palmeiras do rebaixamento. "Foi uma coincidência. Poderíamos ter empatado o jogo, ou ter perdido, e o Palmeiras ter feito o (segundo) gol. Focamos no jogo e isso independe de qualquer outra situação. O Santos fez o papel dele, com seriedade e profissionalismo, sem ficar olhando para o lado e pensar o que é melhor para um ou para outro", disse o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCEnderson Moreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.