Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Ainda sem torcida, Palmeiras se inspira em sucesso na Libertadores para reagir no Brasileirão

Time de Abel Ferreira encara o Juventude neste domingo, no Allianz Parque, para se recuperar no torneio

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2021 | 05h00

Em menos de dois meses, o Palmeiras jogará sua segunda final seguida da Libertadores. Até a decisão no Uruguai, o foco, porém, será outro. O time de Abel Ferreira briga entre os primeiros colocados do Brasileirão e busca se recuperar na competição depois de perder para o maior rival e apresentar oscilação nos últimos jogos. O primeiro passo para a reabilitação é ganhar do Juventude neste domingo, às 18h15, no Allianz Parque, em duelo da 23ª rodada, que marcará a volta dos torcedores aos estádios em jogos do torneio nacional.

Apesar da decisão do Conselho Técnico de clubes da Série A pelo retorno do público a partir desta rodada, os estádios em São Paulo só poderão receber torcida com 30% de sua capacidade depois de segunda-feira, dia 4 de outubro, por decisão do governo. As equipes paulistas tiveram a prerrogativa de adiar suas partidas, como fez o Santos. Mas o Palmeiras não quis postergar o compromisso com o Juventude e jogará neste domingo com os portões fechados.

O clube rejeitou o adiamento do confronto porque a comissão técnica considera ser melhor ter quase todo o elenco à disposição neste momento do que correr o risco de perder jogadores por lesões ou ter de atuar, no futuro, em um curto espaço de tempo com o calendário apertado. A equipe já tem um jogo adiado, contra o Ceará, da 19ª rodada, que será disputado no fim de outubro. 

Com 38 pontos e já a uma distância considerável do líder Atlético-MG, o Palmeiras não quer ver o rival mineiro que eliminou recentemente da Libertadores ampliar ainda mais sua diferença na ponta. Nos últimos cinco jogos, a equipe alviverde venceu duas partidas e perdeu três vezes. A ideia é reduzir a oscilação para permanecer na luta pelo título.

"O Palmeiras busca sempre vencer, às vezes as coisas não saem como a gente quer. Temos um adversário do outro lado que também quer a vitória, o que cobramos aqui dentro é que a gente sempre esteja disputando títulos, sempre no topo. Às vezes ganhamos, às vezes perdemos, mas não podemos deixar de chegar", disse o goleiro Weverton. Ele entende que o time está mais maduro e mais forte mentalmente. Esses componentes foram determinantes para a chegada a mais uma final de Libertadores e podem ajudar na reação no Brasileirão.

"O Brasileiro é um campeonato muito difícil, cada ponto é importante, sabemos disso, então temos de ganhar jogos e ir em busca da liderança", afirmou o polivalente Renan, que é zagueiro de origem, mas também atua na lateral esquerda.

O estratégico Abel Ferreira, criticado e muito elogiado nos últimos dias, terá algumas baixas na equipe. O lateral-direito Mayke passou por artroscopia no joelho e ficará um período fora. O titular da posição, Marcos Rocha, saiu de campo contra o Atlético com dores, teve lesão constatada na coxa direita e também não joga. Com isso, Gabriel Menino será o titular no setor. 

Na esquerda, o reserva Victor Luís faz tratamento para se recuperar de dores na coxa direita. No meio, Patrick de Paula levou o terceiro amarelo contra o Corinthians e está suspenso. A dupla de volantes deve ser formada por Zé Rafael e Danilo. O experiente Felipe Melo, titular na Libertadores, também é uma opção. Wesley, Rony e Luiz Adriano disputam duas vagas no ataque.

Com 26 pontos, o Juventude viajou a São Paulo animado pelo resultado conquistado na última rodada, a vitória categórica por 3 a 0 sobre o Santos. O time gaúcho, porém, não conseguiu se distanciar ainda na zona de rebaixamento. 

Sem desfalques, o técnico Marquinhos Santos deve escalar a mesma equipe do jogo anterior. A única dúvida diz respeito ao companheiro de ataque de Ricardo Bueno. Marcos Vinícios pode ser mantido, mas a chance de Capixaba ganhar uma chance entre os titulares não está descartada.

PALMEIRAS X JUVENTUDE 

PALMEIRAS - Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Gabriel Menino, Felipe Melo, Danilo, Raphael Veiga e Piquerez; Dudu e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

JUVENTUDE - Douglas; Michel Macedo, Quintero, Vitor Mendes e William Matheus; Dawhan, Jadson, Guilherme Castilho e Wescley; Marcos Vinícios (Capixaba) e Ricardo Bueno. Técnico: Marquinhos Santos. 

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

HORÁRIO - 18h15.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

NA TV - Premiere e TNT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.