Divulgação
Divulgação

Ainda sem vencer na temporada, Sport demite o técnico Geninho

Treinador deixa time após quatro jogos no ano e ainda não tem substituto definido

Agência Estado

30 de janeiro de 2014 | 19h44

RECIFE - O péssimo início nas quatro primeiras partidas da temporada 2014 foram suficientes para que a diretoria do Sport perdesse a paciência com Geninho. Nesta quinta-feira, um dia após a derrota para o Guarany de Sobral, pela Copa do Nordeste, o clube anunciou a demissão do treinador, que durou pouco mais de quatro meses no cargo. O time será comandado interinamente pelo preparador físico Eduardo Baptista.

Geninho havia sido contratado pelo Sport em setembro do ano passado. Ele assumiu a equipe na 22.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, quando estava na oitava colocação, e foi fundamental na arrancada que levou ao acesso à elite, com a terceira posição ao fim da competição.

Os maus resultados em 2014, no entanto, deixaram o técnico sem clima, segundo o vice-presidente de futebol do Sport, Sérgio Kano. "Foi uma conversa boa para ambas as partes. O Geninho é um grande treinador e nós respeitamos muito ele. Mas o clima ficou pesado com os últimos resultados e vimos que era a hora de mudar", disse.

O Sport disputou quatro partidas em 2014, todas pela Copa do Nordeste, e conseguiu apenas dois empates (contra Botafogo-PB e Guarany de Sobral) e duas derrotas (contra Náutico e Guarany de Sobral). No domingo, a equipe volta a enfrentar o Náutico, pelo Grupo D do torneio, e a diretoria ainda não definiu quem será o comandante na partida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSportGeninho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.