Frank Augstein/AP Photo
Frank Augstein/AP Photo

Ajax abre 4 a 1, mas tem dois expulsos e Chelsea busca empate por 4 a 4 em Londres

Jogo eletrizante disputado em Londres faz com que o Grupo H fique embolado

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2019 | 20h20

Em mais um confronto emocionante desta edição da Liga dos Campeões, o Ajax se viu muito perto de conquistar uma vitória expressiva ao abrir 4 a 1 sobre o Chelsea nesta quarta-feira, no Stamford Bridge, em Londres, mas teve dois jogadores expulsos em um intervalo de apenas um minuto na etapa final e viu o seu rival buscar um improvável empate por 4 a 4 em duelo válido pela quarta rodada do Grupo H da competição continental.

O resultado serviu para embolar esta chave, pois os dois clubes seguiram empatados com sete pontos e viram o Valencia a atingir a mesma pontuação ao golear o Lille por 4 a 1, na Espanha, no outro embate que fechou esta jornada da chave.

Pelos critérios de desempate, a equipe holandesa se manteve no topo e o time londrino permaneceu na vice-liderança, mas agora ambos correm o risco de deixar a zona de classificação às oitavas de final na penúltima rodada deste Grupo H, no próximo dia 27, quando a equipe espanhola atuará como mandante contra o Chelsea e o Lille receberá o Ajax na França.

Com apenas um ponto somado em quatro partidas, o clube francês poderá chegar ao máximo de sete nas duas próximas jornadas e com isso já está eliminado da luta por uma vaga nas oitavas de final, tendo em vista os confrontos diretos Valencia x Chelsea e Ajax x Valencia nas duas rodadas seguintes.

O duelo desta terça-feira na capital inglesa começou em altíssima velocidade e teve dois gols já no início. Aos 2 minutos, o Ajax abriu o placar depois que Quincy Promes cruzou uma bola e Tammy Abraham desviou a bola para dentro da própria meta inglesa ao tentar fazer o corte.

Já aos 5 minutos, porém, o Chelsea chegou ao empate, com o brasileiro naturalizado italiano Jorginho convertendo uma penalidade de Joel Veltman sobre Christian Pulisic. A alegria da torcida inglesa, porém, só durou até os 20, quando Hakim Ziyech deu cruzamento preciso para Quincy Promes completar de cabeça para as redes e voltar a colocar o Ajax na frente.

E a situação do Chelsea ficou ainda mais complicada aos 35 minutos, quando o time viu o goleiro Kepa Arrizabalaga dar azar e marcar outro gol contra do time inglês. Após um cruzamento da direita do meia-atacante holandês de origem marroquina Hakim Ziyech, a bola bateu na trave e voltou na cabeça do goleiro e entrou na meta.

O mesmo Ziyech voltou a aparecer com destaque ao dar assistência para Donny van de Beek ampliar para 4 a 1 para o Ajax aos 10 da etapa final. O gol parecia o prenúncio de uma atuação desastrosa do time comandado por Frank Lampard, que via de forma atônita do banco de reservas a goleada dos visitantes.

Porém, o panorama do jogo começou a mudar de forma abrupta a partir dos 18 minutos, quando Cesar Azpilicueta completou para as redes um passe de Tammy Abraham e descontou para 4 a 2. E o confronto desandou para o Ajax em um intervalo de apenas um minuto, com os defensores Daley Blind e Joel Veltman sendo expulsos aos 23 e aos 24. O primeiro deles recebeu um segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho por reclamação após o juiz marcar uma falta sobre Abraham. E em seguida, Veltman, que também já havia levado um cartão, foi expulso excluído de campo ao colocar a mão na bola para bloquear uma finalização de Callum Hudson-Odoi dentro da grande área em um lance que resultou em um pênalti.

Com o Chelsea com dois homens a mais em campo, Jorginho converteu nova penalidade, aos 26 minutos, para reduzir a vantagem dos visitantes para 4 a 3. E o Stamford Bridge explodiu de alegria em seguida, aos 29, quando Reece James chutou forte para empatar após uma assistência de Kurt Zouma.

E a torcida inglesa foi ao delírio no estádio ao ver o Chelsea chegar a virada o jogo aos 33, mas o gol marcado por Cesar Azpilicueta foi invalidado por meio da arbitragem de vídeo, que constatou que Abraham dominou a bola com a mão na jogada.

Mesmo com dois homem a menos em campo, o time holandês segurou a pressão do Chelsea no fim e o empate por 4 a 4, somando o ponto necessário para seguir na liderança deste Grupo H.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga dos CampeõesAjaxChelseafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.