Kirsty Wigglesworth/AP
Kirsty Wigglesworth/AP

Ajax bate Tottenham e larga na frente na semifinal da Liga dos Campeões

Donny van de Beek marca o gol da vitória por 1 a 0, em Londres, e time holandês fica mais perto da decisão

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2019 | 18h26

O Ajax derrotou o Tottenham por 1 a 0, nesta terça-feira, em Londres, no primeiro duelo da semifinal da Liga dos Campeões. Com a vitória, o time holandês só precisa de um empate, no dia 8 de maio, em Amsterdã, para garantir vaga na decisão, em Madri, dia 1º de junho. Barcelona e Liverpool se enfrentam nesta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), na Espanha, na abertura da outra semifinal.

Campeão europeu nas temporadas 1970/1971, 1971/1972, 1972/1973 e 1994/1995, o Ajax luta pela quinta taça, enquanto o Tottenham sonha com a primeira conquista continental. Paralelamente a este mata-mata, os dois times ainda miram jogos decisivos em seus campeonatos nacionais.

O time dirigido por Erik ten Hag briga com o PSV pela liderança a dois jogos do fim do Holandês. Ambos somam 80 pontos, mas a competição só volta a ser disputada dia 12. Já a equipe londrina defende o terceiro lugar na Inglaterra e briga para ficar com uma vaga na Liga dos Campeões da próxima temporada. Tem jogo sábado, diante do Bournemouth.

Nesta terça-feira no novo estádio do Tottenham, as duas equipes começaram o jogo com forte marcação na saída de bola do adversário. A grande festa da torcida inglesa não abateu o jovem time holandês, que repetiu a mesma forma de atuar utilizada frente a Real Madrid e Juventus, respectivamente nas oitavas de final e nas quartas, fases em que saiu vencedor no campo do adversário.

E o gol do Ajax não demorou a sair. Após jogada iniciada pela esquerda com David Neres, Hakim Ziyech descobriu Van de Beek, livre e em posição legal, dentro da área. Com calma e tranquilidade, o meia abriu o placar, aos 14 minutos.

Com a vantagem no placar, o Ajax passou a dominar as ações. Os holandeses quase ampliaram, aos 23, após linda tabela entre Tadic e Van de Beek. Lloris impediu.

O Tottenham só foi se recuperar do gol sofrido nos minutos finais da primeira etapa. Lucas Moura apareceu bem em duas jogadas, mas parou na zaga do Ajax. Aos 48, o zagueiro Alderweireld quase empatou, ao cabecear, após cobrança de falta pela direita. Sissoko tentou de fora da área e errou por pouco no último lance do primeiro tempo.

A etapa final também começou intensa. Aos poucos, o Tottenham foi aumentando a pressão, ao deixar o Ajax apenas em seu campo, impedindo os rápidos contra-ataques holandeses. Dele Alli acertou bonito sem-pulo, mas a bola foi em cima de Andre Onana.

Com muita movimentação e rapidez pela direita, Lucas Moura foi o principal jogador do Tottenham, que sentiu muito a ausência do sul-coreano Son (suspenso) e do astro Kane (machucado). O grandalhão veterano Llorente brigou muito, mas não teve sucesso diante da boa zaga adversária, liderada pelo capitão Matthijs de Ligt, de apenas 19 anos.

A bola foi do Tottenham, que jogou boa parte da etapa final na intermediária do Ajax, mas não teve criatividade para superar a barreira do rival. Muitas bolas foram perdidas por erros nos passes e lançamentos da equipe inglesa.

De tanto tentar, o Tottenham abriu espaços em seu campo e quase tomou o segundo gol, aos 33 minutos. Em rápido contra-ataque, Tadic rolou para David Neres mandar a bola na trave esquerda de Lloris, que apenas torceu.

Os minutos finais foram de desespero para o Tottenham e seus torcedores, enquanto os holandeses não paravam de cantar nas arquibancadas. A festa foi bonita, ao contrário do que eles haviam feito pela manhã em Londres, quando alguns fanáticos foram presos pela polícia inglesa por causa de desordem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.