Julien Warnand/EFE
Julien Warnand/EFE

Ajax vai cancelar contrato de jogador que deixou o coma após dois anos e nove meses

De acordo com um jornal holandês, clube deve dispensar o meia Abdelhak Nouri por corte de gastos

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2020 | 10h59

O Ajax vai cancelar o contrato do jogador Abdelhak Nouri, que na semana passada acordou de um coma induzido de dois anos e nove meses. O meia sofreu uma arritmia cardíaca durante um jogo de pré-temporada do clube holandês no dia 8 de julho de 2017. 

De acordo com o jornal holandês "De Telegraaf", a decisão se dá porque o clube está vivendo um período de contenção de gastos, em razão da pandemia do novo coronavírus. Outros atletas também deverão ser dispensados nos próximos dias. 

A relação do Ajax com Nouri e seus familiares não é das melhores. Em 2018, o clube admitiu que tratou de forma errada o caso do jogador e que houve equívocos que causaram danos cerebrais no jogador. A família do atleta processou o clube e o caso continua na Justiça.

A imprensa holandesa noticiou recentemente que o Ajax ofereceu 5 milhões de euros (R$ 28,5 milhões) para a família do jogador como uma espécie de "indenização pelo erro". O diretor do clube na época, o ex-goleiro Van der Sar, se referiu a quantia como "compensação por um tratamento inadequado". A família do meia não aceitou o valor.

Tudo o que sabemos sobre:
AjaxAbdelhak Nourifutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.