Al Jazira é campeão nos Emirados Árabes Unidos e pode representar país no Mundial

Equipe agora torce contra times do seu país na Liga dos Campeões da Ásia

Estadão Conteúdo

29 de abril de 2017 | 20h10

Com uma goleada por 5 a 0 sobre o Hatta Dubai, neste sábado, o Al Jazira conquistou com duas rodadas de antecedência o título do Campeonato dos Emirados Árabes Unidos e, assim, pode representar o país no Mundial de Clubes da Fifa, que será em dezembro no Oriente Médio. No jogo, a equipe dos brasileiros João Carlos, Leonardo e Ailton Almeida, que marcou uma vez, contou também com um gol contra do atacante Samuel (ex-Fluminense).

Logo após a conquista, a Fifa saudou o Al Jazira em seu Twitter: "Vemos vocês no Mundial de Clubes". No entanto, esta vaga ainda não está garantida. O posto ainda pode mudar dependendo de como acabar a disputa da Liga dos Campeões da Ásia.

O time de Abu Dabi terá que secar os seus rivais dos Emirados Árabes Unidos na competição continental, uma vez que o regulamento do Mundial de Clubes da Fifa prevê que, caso o campeão asiático também seja do país anfitrião, ele herda a vaga como representante da sede - enquanto a vaga continental vai para o vice-campeão da Liga dos Campeões (desde que ele também não seja do mesmo país).

A principal competição de clubes da Ásia só chegará ao fim em novembro e a fase de grupos será concluída daqui duas semanas. Três dos quatro representantes dos Emirados Árabes Unidos podem estar nas oitavas de final: Al Ain, Al Ahli e Al Wahda. O único eliminado é justamente o Al Jazira.

Com a classificação garantida ao Mundial de Clubes da Fifa está o Pachuca, do México, que na última quarta-feira se garantiu na competição ao vencer o Tigres, também mexicano, por 1 a 0 na final da Liga dos Campeões da Concacaf.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Internacionalfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.