Karim Jaafar / AFP
Karim Jaafar / AFP

Al Sadd confirma que Xavi negocia para treinar o Barcelona

Clube catalão teria perdido a paciência com Ernesto Valverde após derrota na Supercopa da Espanha e pensa no ídolo, comandante do time catariano

AFP, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2020 | 06h00

O ex-jogador Xavi Hernández negocia com o Barcelona para voltar ao time catalão como técnico, confirmou neste sábado seu atual clube, o Al Sadd, do Catar. A imprensa espanhola informou na sexta-feira (10) que o Barcelona ofereceu a seu ex-capitão o cargo de treinador, no lugar do atual técnico, Ernesto Valverde, para as próximas duas temporadas.

"Não vou negar. Há negociações com Xavi e todo mundo está falando disso... Mas posso dizer que Xavi segue no momento no Al Sadd", declarou à emissora BeIN o diretor esportivo do clube catariano, Muhammad Ghulam Al Balushi. "A decisão final está nas mãos da diretoria do Al Sadd, do técnico e da diretoria do Barcelona", completou.

O próprio Xavi tomou a palavra posteriormente em coletiva de imprensa, após o Al Sadd vencer uma partida válida pelas semifinais da Copa do Catar, e afirmou ser "um sonho" um dia poder treinar o Barcelona, mas garantiu estar focado no atual clube.

"Estou concentrado no Al Sadd. Respeito o Barcelona, respeito Valverde e respeito meu clube, estou fazendo meu trabalho aqui, dando o meu melhor, concentrado hoje nas semifinais, jogaremos a final e estou muito feliz", afirmou o ex-jogador.

Durante a carreira como atleta, Xavi disputou 855 jogos com o Barcelona, clube no qual foi revelado. Em 2015, se transferiu para o Al Sadd, antes de pendurar as chuteiras e assumir o comando técnico da equipe.

Diversas informações da imprensa espanhola garantem que o criticado Valverde está perto de ser demitido, principalmente após a eliminação nas semifinais da Supercopa da Espanha diante do Atlético de Madrid, na quinta-feira (9).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.