Alan Santos exalta Oswaldo e prevê sucesso de técnico

O volante Alan Santos elogiou nesta quinta-feira o trabalho que vinha sendo realizado pelo técnico Oswaldo de Oliveira antes de sua chegada à Vila Belmiro, assim como já previu que o treinador terá sucesso no time santista. O jogador falou sobre o assunto ao comentar o fato de que o comandante chegou a se exaltar no fim do jogo contra o Audax, na última terça, no Pacaembu, onde exibiu um gesto ofensivo contra torcedores que o criticavam atrás do banco de reservas.

SANCHES FILHO, Agência Estado

23 de janeiro de 2014 | 14h17

Oswaldo usou os braços para "mandar uma banana" para estes torcedores, mas depois fez questão de destacar que a grande maioria dos santista foi ao estádio para apoiar o time. Alan Santos minimizou a importância do episódio nesta quinta, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

"A meu ver Oswaldo é tranquilo. Não vi isso (o gesto) pro torcedor. Cobrança sempre é para melhorar. É um cara emotivo, buscando sempre o auge do grupo, pra estar bem. Vitorioso, foi campeão carioca e deixou o Botafogo na Libertadores. Está implantando o trabalho dele e quando encaixar vocês (jornalistas) vão ver o que vai rolar", disse o atleta, já projetando títulos pelo time sob a batuta de Oswaldo.

Já ao falar sobre o jogo deste domingo, contra o Ituano, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, em Itu, o volante comemorou o fato de que o time deverá contar com as voltas de Arouca e Cícero, recuperados de lesão. Com o retorno de Arouca, ele espera um Santos mais forte do que foi no empate por 1 a 1 com o Audax, assim como vê a questão física como chave neste momento.

"A filosofia do Audax complicou um pouco, com muito toque de bola, e a gente está em início de temporada. Quando igualar fisicamente vamos estar superando eles. Se tivesse um pouco mais de tempo a gente virava, porque no fim eles sentiram. Pra mim o que pegou muito foi a parte física", admitiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCAlan Santos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.