Alan Santos tem a missão de parar o craque Alex na Vila Belmiro

Santos encara o Coritiba neste domingo, às 16h, pelo Brasileirão

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

21 de julho de 2013 | 07h30

SANTOS - Alan Santos, de apenas 22 anos e que raramente é lembrado para entrar no time, será o santista com a missão mais espinhosa neste domingo na Vila Belmiro. Terá de marcar Alex, o principal responsável pela ótima campanha do time paranaense. "O Alex é um grande jogador, mas não podemos nos preocupar só com ele.Como joga em casa, o Santos tem de impor o seu ritmo."

Alan vai jogar como primeiro volante, que não é a sua posição. "Na verdade, eu e o Arouca somos segundos volantes com características diferentes. Ele é mais baixo e rápido, eu sou mais técnico. Quando tenho uma oportunidade, procuro jogar à altura do futebol dele e tem dado certo."

Ele ficou satisfeito com o seu desempenho na goleada por 4 a 1 sobre a Portuguesa, e na sua avaliação o entendimento com Cícero foi fundamental para o meio de campo ter funcionado bem. "Quando um ia, o outro ficava. Dessa forma, o time não ficava desguarnecido atrás."

Quando tinha 16 anos, Alan Santos subiu do juvenil para ser titular do time profissional do Vitória, e dois anos depois despertou o interesse do Santos - que o contratou para as equipes de base. Mas só agora, sob o comando de Claudinei Oliveira, ele sente que chegou a hora de se firmar pelo menos como primeiro reserva dos volantes Arouca e Cícero.

"O Claudinei me ajudou em 2011, quando fui emprestado ao Paulista de Jundiaí e ao retornar fiquei sem espaço no profissional. Ele me deixou treinar na base, abrindo as portas para mim. Viu o meu esforço, me deu a chance de entrar no grupo e depois virei capitão dele. É um treinador que dispensa comentários."

Tudo o que sabemos sobre:
SANTOSFCCORITIBABRASILEIRÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.