Alvaro Barrientos|AP
Alvaro Barrientos|AP

Alavés surpreende e será o adversário do Barça na final da Copa do Rei

Equipe passa pelo Celta e encara a equipe de Neymar e Messi na decisão

Estadao Conteudo

08 Fevereiro 2017 | 20h14

Único time pequeno que venceu o Barcelona no Camp Nou nos últimos dois anos, o Alavés é o rival do time catalão na decisão da Copa do Rei. A equipe de Vitória, capital do País Basco, recebeu o Celta nesta quarta-feira, na partida de volta da semifinal, e venceu por 1 a 0. Na ida, em Vigo, os dois times haviam empatado por 0 a 0.

Edgar Méndez fez, aos 37 minutos do segundo tempo, o gol da classificação histórica do Alavés. No lance, Víctor Camarasa escorou de cabeça para trás, Méndez dominou já driblando o zagueiro Gustavo Cabral e bateu no contrapé do goleiro Sergio Álvarez.

Será a primeira final do Alavés, que chegou a disputar a Copa da Uefa (atual Liga Europa) em 2000/2001 e 2002/2003, antes de cair até a terceira divisão. A volta à elite, após 11 anos, aconteceu só na atual temporada.

E o reencontro com o Barcelona foi com vitória por 2 a 1, em pleno Camp Nou, em setembro, superando o trio MSN, escalado completo naquele duelo. Na decisão, porém, Luis Suárez não poderá jogar. Ele e Sergi Roberto, também suspenso, foram expulsos na semifinal contra o Atlético de Madrid, terça.

A decisão da Copa do Rei vai acontecer no dia 27 de maio, em estádio neutro a ser escolhido pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). Será a quarta final seguida do Barcelona, campeão nas últimas duas temporadas.

Também será a quarta decisão do Barça contra um time basco na Copa do Rei em nove anos - fato político importante, porque catalães e bascos contestam o governo central espanhol. Em 2009, 2012 e 2015 a equipe catalã venceu o Athletic Bilbao. Desde o Getafe, em 2007 e depois em 2008, nenhum time pequeno alcançava a final. A partir de então, os finalistas se revezaram entre Real Madrid, Atlético de Madrid, Valencia, Barcelona, Sevilla e Bilbao.

Mais conteúdo sobre:
AlavésfutebolBarcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.