Alberto Dualib manobra para manter poder no Corinthians

A seis dias da reunião que pode tirá-lo do cargo, presidente não convoca conselheiros

Fábio Hecico, do Estadão,

18 de julho de 2007 | 21h36

Faltam apenas seis dias para a tão importante reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians - que acontecerá na próxima terça-feira - e até agora não aconteceu a convocação para o encontro que pode tirar Alberto Dualib da presidência do Corinthians. Oposição e até membros do Movimento Fora Dualib pressionam Carlos Senger, o presidente do conselho, para o agendamento da reunião. Mas há um problema."O Senger está fazendo de tudo para que a reunião não aconteça. Primeiro disse que estava viajando, agora ninguém o encontra, seu telefone está desligado. Ele anda fugindo das pessoas com as quais não tem interesse de conversar", reclamou Felipe Ezabella, conselheiro da oposição.Realmente Senger anda dificultando a marcação da reunião. E a ordem teria vindo justamente do presidente Alberto Dualib, que garante não renunciar de jeito algum. "Mas já estamos colhendo as assinaturas. Se o presidente do conselho ou o da presidência não convocarem, com 200 assinaturas obrigamos o Senger a convocar. E ele terá de colocar nosso requerimento de afastamento do Dualib na pauta", adverte Ezabella.Dualib está cada vez mais sozinho no clube. Ao seu lado restam, apenas, os vice-presidentes Nesi Curi, Clodomil Antonio Orsi e Wilson Bento. Os outros vices estão, um a um, abandonando o barco. No sábado, Emerson Piovesan, de Finanças, havia dito estar insustentável a permanência no clube. Ele entregou sua carta de demissão na terça-feira, juntamente com Aurélio de Paula, de Patrimônio e Obras, e Fran Papaiordanou, de Relações Públicas.Briga no clássicoO corintiano Piratiny Tapejara de Sales Júnior, de 25 anos, segue internado na UTI do Hospital Alvorada, na zona sul. O torcedor foi atingido na cabeça em uma briga com são-paulinos, no Tatuapé, sábado, antes do clássico. Pirata, como é conhecido, sofreu traumatismo craniano, mas evoluiu bem clinicamente e deixou o coma induzido nesta quarta.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAlberto Dualib

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.