Alberto Valentim admite noite infeliz do Athletico-PR mas minimiza goleada no Mineirão

Alberto Valentim admite noite infeliz do Athletico-PR mas minimiza goleada no Mineirão

Treinador admite a dificuldade em reverter a vantagem do Atlético-MG mas vai preparar seu time para uma grande partida no duelo de volta

Redação, Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2021 | 21h07

O técnico Alberto Valentim admitiu a noite infeliz que seu time teve na partida de ida da final da Copa do Brasil. Neste domingo, o Athletico-PR levou 4 a 0 do Atlético-MG, no Mineirão, e ficou longe do tão sonhado bicampeonato, uma vez que o clube paranaense conquistou o torneio em 2019.

"Foi uma noite infeliz do nosso time. Acabamos dando oportunidades para o adversário, que é muito forte. Temos que ser realistas. É muito difícil reverter, mas temos que nos preparar para vencer. Temos que fazer de tudo para isso, independentemente do placar. Temos que fazer uma grande partida na volta", disse o treinador.

Apesar da derrota por um placar elástico, o tom foi de muita confiança em conquistar a virada na Arena da Baixada. Os times voltam a se enfrentar na quarta-feira, às 21h30. O Athletico precisa vencer por cinco gols de diferença para ficar com o título.

Além de confiante, Alberto Valentim lembrou o passado recente para minimizar o revés frente ao time mineiro. O Athletico recentemente foi campeão da Sul-Americana, o que garantiu ao time uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

"Nós falamos aqui, algumas vezes, do desgaste da nossa equipe. Os jogadores estão de parabéns. Estamos tristes, não era o que queríamos, mas não vamos tirar a temporada que todos eles estão fazendo. Temos que absorver as críticas, aceitá-las, mas lembrar o que já conquistamos nesta temporada. Não podemos esquecer o que foi feito”, completou.

Além de ficar longe do título, o Athletico pode deixar passar a vaga na Supercopa do Brasil, duelo entre o campeão brasileiro e o da Copa do Brasil. Caso o Atlético-MG seja campeão, a partida será entre o time alvinegro e o Flamengo, segundo colocado do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.