Divulgação / Panini
Divulgação / Panini

Álbum do Brasileirão tem atualização das figurinhas

Cromos dos jogadores recém-contratados e que mudaram de equipes chegam às bancas

Glauco de Pierri, O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2016 | 20h01

Os colecionadores das figurinhas do Campeonato Brasileiro, lançado no mês de maio pela editora Panini, já podem encontrar nas bancas algo um tanto quanto incomum em álbuns de futebol: a primeira atualização dos cromos, com os novos jogadores contratados pelos clubes para a sequência da competição. 

Apesar de incomum, a atualização não é inédita – a própria Panini lançou algo similar para a Copa do Mundo de 2014. Os novos envelopes são chamados de cromos X, com os atletas recém-contratados e que se destacaram nas 20 equipes, mas não constavam na primeira leva de figurinhas. Os jogadores que mudaram de clube não têm no cromo os dados de nascimento, estado, origem, peso e altura, porque já constam na figurinha do time anterior. Os atletas que estão entrando no álbum 2016 pela 1.ª vez terão esses dados impressos. 

“A Panini promoveu uma verdadeira ‘revolução editorial’ no álbum do Campeonato Brasileiro de 2016, com espaços para novas figurinhas que chegam ao mercado em duas fases de atualizações. O conceito é que o álbum seja constantemente aprimorado e incrementado de acordo com as necessidades do público”, explica o diretor-presidente da Panini, José Eduardo Severo Martins.

Agora, segundo a Panini, são 80 novas figurinhas, sendo 60 de jogadores, em meio-corte (totalizando 120 novos atletas), e uma novidade: 20 cromos de PVC transparente trazendo o autógrafo de um jogador de cada time da série A em dourado, que o colecionador poderá colar sobre a figurinha do próprio jogador que está na primeira fase – ouro com a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio, o atacante Gabriel Jesus foi o escolhido do Palmeiras para autografar a figurinha.

Além dele, os outros jogadores que estampam seus autógrafos nas figurinhas são Matheuzinho (América-MG), Robinho (Atlético-MG), André Lima (Atlético-PR), Luis Ricardo (Botafogo), Bruno Rangel (Chapecoense), Romero (Corinthians), Leandro (Coritiba), Arrascaeta (Cruzeiro), Rafael Moura (Figueirense), Paolo Guerrero (Flamengo), Marcos Jr. (Fluminense), Luan (Grêmio), Eduardo Sasha (Internacional), Felipe Azevedo (Ponte Preta), Grafite (Santa Cruz), Gabriel (Santos), Lugano (São Paulo), Magrão (Sport) e Diego Renan (Vitória).

Os novos pacotinhos têm a cor azul e a identificação ‘Cromo X’. Eles começaram a serem distribuídos ontem nas bancas de jornal em São Paulo, custam R$ 1,00 e trazem quatro figurinhas cada. Em outubro, mais uma atualização chegará aos jornaleiros – essas serão os ‘Cromos Y’. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.