Evelson de Freitas/AE - 11/01/2011
Evelson de Freitas/AE - 11/01/2011

Alckmin reforça luta de São Paulo pela abertura da Copa do Mundo de 2014

Governador se reuniu com Ricardo Teixeira para reafirmar os compromissos do Estado

AE, Agência Estado

12 de janeiro de 2011 | 18h54

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu nesta quarta-feira o presidente do Comitê Organizador da Copa de 2014 e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, para uma reunião no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. Durante o encontro, o governador recém-empossado reafirmou o compromisso de São Paulo para ser a sede da abertura do Mundial.

"Tivemos uma conversa muito boa e reafirmamos nosso empenho para que São Paulo seja a sede do IBC (Centro Internacional de Mídia), receba a abertura da Copa, o Congresso da Fifa e um jogo da semifinal", contou Alckmin, lembrando também dos investimentos do governo de São Paulo para realizar as obras que garantam o acesso ao novo estádio de Itaquera, escolhido para receber os jogos.

São Paulo sempre foi favorita para receber a abertura da Copa, mas a indefinição sobre o estádio a ser utilizado atrasou o projeto. Escolhido inicialmente para receber os jogos na capital paulista, o Morumbi acabou sendo vetado pela Fifa. A solução, então, foi apostar no novo estádio do Corinthians, que será construído em Itaquera e ainda não tem todos os recursos necessários.

Depois de ter assumido o cargo em 1º de janeiro, Alckmin teve a reunião nesta quarta-feira com Ricardo Teixeira para reafirmar os compromissos de São Paulo com o Mundial. Ele lembrou que os investimentos públicos, em parceria com a prefeitura da capital, estão mantidos e ainda explicou a nova estrutura do Comitê Paulista da Copa, agora vinculado à Secretária de Planejamento e Desenvolvimento Regional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.