Alckmin torce para Robinho ficar no Santos

Se depender da vontade do governador Geraldo Alckmin, torcedor santista, o craque Robinho continua na Vila Belmiro por muito tempo. "Não tenha dúvida de que ele deve permanecer. A torcida é muito grande e vamos acompanhar". Alckmin esteve hoje em Santos, onde assinou convênios, entregou veículos para a polícia e participou da festa de comemoração dos 93 anos do clube. Para ele, Robinho é o jogador que mais gosta dessa nova geração, mas lembrou que é do tempo de Dorval, Mengálvio, Coutinho Pelé e Pepe, "ou ainda do PPP - Pagão, Pelé e Pepe"." O Pelé foi o melhor jogador do mundo e acho o Robinho um menino muito talentoso", comentou. Hoje em Santos, Geraldo Alckmin reproduziu um diálogo que teve anos atrás com Pelé. "Ele me visitou e, ao nos despedirmos, perguntei: Pelé, e o nosso time, vai ou não vai?". E o Rei do Futebol respondeu: "agora, vai ser campeão". O governador não entendeu bem e perguntou por que ele achava aquilo e a resposta foi pronta: "acabou o dinheiro, agora o Santos vai por a molecada para jogar ao invés de comprar jogador famoso". E Alckmin comentou hoje: "ele estava com a razão e aí vieram Robinho, Diego e os outros e o Santos brilhou". Para ele, "o Santos é uma escola de grandes futebolistas, do futebol arte".

Agencia Estado,

14 de abril de 2005 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.