Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Alecsandro e Mouche não devem ficar no Palmeiras em 2016

Tendência é que a dupla seja emprestada para outros clubes

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2015 | 07h00

O elenco do Palmeiras passará por algumas mudanças para a próxima temporada. No ataque, pelo menos dois jogadores devem deixar o clube após a participação da equipe no Campeonato Brasileiro e na decisão da Copa do Brasil. São os casos dos atacantes Alecsandro e Mouche, já que ambos têm sido pouco utilizados pelo técnico Marcelo Oliveira.

Alecsandro chegou no meio do ano e ainda não conseguiu convencer. Ele fez 15 jogos e marcou apenas um gol com a camisa alviverde, mas o que pode causa sua saída do clube é a relação com os torcedores palmeirenses, que passaram a vaiar muito o jogador nas últimas partidas.

Na partida contra o Vasco, por exemplo, mesmo do banco de reservas, ele teve que ouvir alguns xingamentos, mas preferiu não responder, como fez na partida contra a Ponte Preta, quando foi substituído e chegou a discutir com torcedores.

O jogador tem contrato até dezembro do ano que vem e não aparece nos planos para 2016. O Coritiba é um dos possíveis destinos do jogador, que antes mesmo de jogar pelo Palmeiras já começou a ser criticado por ter feito um  vídeo, pouco depois de ser anunciado pelo clube, onde fez juras de amor para a torcida do Flamengo.

Em relação a Mouche, o argentino perdeu espaço por causa de uma grave lesão no joelho direito. Ele foi contratado há pouco mais de um ano, a pedido do técnico Ricardo Gareca. Clubes do México e da Turquia sondaram o atacante recentemente. Para contratá-lo, o presidente Paulo Nobre emprestou R$ 11 milhões para fechar negócio.

Mais conteúdo sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.