Alecsandro quer que atletas decidam sobre concentração

Em protesto contra os salários atrasados, os jogadores do Vasco deixaram de se concentrar. Venceram duas partidas pelo Campeonato Carioca, mas perderam na estreia pela Copa Libertadores. Antes do clássico contra o Fluminense, mesmo sem o pagamento, voltaram a se concentrar. E ganharam o jogo. Segundo o atacante Alecsandro, os atletas pretendem manter o rodízio de concentrações, mesmo que a dívida seja quitada pelo clube.

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2012 | 19h15

"Esperamos que as coisas possam se acertar, e que também possamos ter esta liberdade de concentrar ou não", disse, em entrevista ao Sportv. "Em alguns jogos vamos concentrar, em outros não. Espero que seja com a situação salarial resolvida", completou.

Ele explicou a decisão de os jogadores se concentrarem antes do clássico, vencido por 2 a 1 pelo Vasco: "Não íamos nos concentrar, mas tivemos uma conversa e decidimos que, pela sequência de jogos, deveríamos descansar. É sempre uma coisa bem aberta entre nós jogadores".

O atacante Eder Luis, que se recupera de fratura no pé esquerdo, treinou nesta segunda-feira no gramado de São Januário. O atleta pode voltar ao time antes da estreia na Libertadores, no início de março.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoCampeonato Carioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.