Alemães dominam o jogo, mas pecam nas finalizações

A Alemanha teve um volume de jogo amplamente superior ao dos suecos. Foram 63% de posse de bola para os alemães, contra apenas 37% da Suécia, resultado que reflete a expulsão do zagueiro Lucic, aos 34 minutos do primeiro tempo. Já nas finalizações, a Alemanha "goleou" a Suécia. Foram 26 arremates, contra 5 da seleção do atacante Larsson, que perdeu um pênalti no segundo tempo. Entretanto, a pontaria alemã não estava muito boa. Só 11 finalizações foram em direção ao gol de Isaksson - o meia Ballack foi o que mais chutou para fora.Com relação às faltas, ambas as seleções ficaram equilibradas nesse quesito: a equipe sueca cometeu 20 infrações, contra 16 alemãs.Apesar de não marcar nenhum gol na partida, o atacante Klose, artilheiro da Copa com quatro gols, foi eleito pela Fifa como o craque da partida. Ele simplesmente "infernizou" a zaga sueca no início do jogo e foi o principal responsável pelas duas jogadas que terminaram com gols de Podolski.A Alemanha segue na Copa e vai enfrentar o enfrentar nas quartas-de-final o vencedor do duelo entre Argentina e México.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Alemanha, 26; Suécia, 5 Finalizações certas: Alemanha, 11; Suécia, 2 Faltas cometidas: Alemanha, 16; Suécia, 20 Cartões amarelos: Alemanha, 1; Suécia, 3 Cartões vermelhos: Alemanha, 0; Suécia, 1 Escanteios: Alemanha, 4; Suécia, 4 Impedimentos: Alemanha, 3; Suécia, 2 Posse de bola: Alemanha, 63%; Suécia, 37% Melhor jogador da partida: Klose (Alemanha)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.