Alemães e brasileiros fecham convênio pela Copa 2014

Empresas alemãs assinaram convênio com o setor privado brasileiro nesta terça-feira para cooperação na organização da Copa do Mundo de futebol de 2014, evento cuja sede só será escolhida pela Fifa em 2008 e o Brasil será o provável escolhido. Como o dossiê com os motivos da candidatura terá que ser apresentado no próximo ano, os empresários vêem este convênio como uma forma de assegurar os investimentos que serão feitos no País. "As empresas brasileiras ainda não estão preparadas para um evento como a Copa do Mundo, por isso, queremos a cooperação do setor privado alemão", afirmou Paulo Godoi, presidente da Associação Brasileira da Infra-estrutura e das Indústrias de Base (Abdib). Pelo convênio, os alemãs se comprometem a dar consultoria ao Brasil no setor de logística, saúde, turismo e obras viárias. "Não há como o Governo bancar tudo isto sozinho. O setor privado terá que entrar com uma importante parte dos investimentos", afirmou Godoi. Para os alemães, o entendimento é uma garantia de que a experiência adquirida na Copa recém concluída possa dar lucros nos próximos mundiais. Para a Copa de 2010 na África do Sul, por exemplo, empresas alemãs, até se instalaram no mercado sul-africano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.