Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Lukas Barth Tuttas/Efe
Lukas Barth Tuttas/Efe

Alemanha adia reunião para discutir retomada do campeonato

Reunião, que envolve times das duas primeiras divisões, vai acontecer no dia 23 de abril

Redação, Estadao Conteudo

14 de abril de 2020 | 19h37

A Bundesliga, responsável péla organização das duas primeiras divisões do Campeonato Alemão, anunciou nesta terça-feira o adiamento de uma reunião com os seus clubes. O encontro teria o objetivo de estudar um possível cronograma para a retomada do torneio nacional, ainda que sem a presença de público nos estádios.

A reunião, que envolveria times das duas primeiras divisões, estava marcada para a próxima sexta-feira. Agora, porém, foi adiada em quase uma semana, para o dia 23 de abril.

A liga esperava retomar as atividades no próximo mês, mas a legislação da Alemanha permite que várias autoridades estaduais e federais obstruam a realização das partidas caso estejam em desacordo.

Em um comunicado, a Bundesliga disse que os 36 clubes das duas divisões precisam de mais tempo para se preparar e que quaisquer decisões tomadas "serão baseadas na tomada de decisões políticas na esfera federal e no nível estadual na próxima semana."

Nos últimos dias, vários clubes alemães retomaram a rotina de treinos, ainda que em atividades bem diferentes das que eram realizadas antes da pandemia do coronavírus. A prioridade das equipes é fazer trabalhos que não exponham aos jogadores a contatos muito próximos.

Os trabalhos costumam ser realizados em quartetos e com o vestiário fechado, além de haver conversas contínuas com médicos. Mas a retomada dos jogos ainda parece distante, sendo que o Campeonato Alemão está suspenso desde 13 de março e ainda que o país tenha uma das taxas de mortalidade mais baixas do mundo pela covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.