Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ian Macnicol/ AFP
Ian Macnicol/ AFP

Alemanha bate Escócia e está perto de vaga na Euro; Polônia faz 8

À frente por duas vezes, Gundogan fecha placar aos 11 do 2º tempo

Estadão Conteúdo

07 de setembro de 2015 | 17h53

A Alemanha não apresentou um futebol vistoso, de campeã mundial - até porque o adversário mostrou muita garra e determinação -, mas conseguiu uma importante vitória fora de casa e está perto da classificação à fase final da Eurocopa de 2016, que será na França. Nesta segunda-feira, em Glasgow, os alemães venceram a Escócia por 3 a 2, se mantêm na liderança do Grupo D e precisam apenas de mais um triunfo, nas duas rodadas que faltam, para avançarem.

Com 19 pontos, a Alemanha tem dois de vantagem para a Polônia, que goleou em casa Gibraltar por 8 a 1, e quatro a mais que a Irlanda, vencedora no duelo como mandante contra a Geórgia por 1 a 0. Para a Eurocopa avançam os dois primeiros colocados do grupo e o terceiro jogará uma repescagem. Assim, os alemães só precisam ganhar mais uma partida em outubro, quando enfrentam Irlanda (fora) e Geórgia (em casa). Já os poloneses avançam, sem depender de outros resultados, se bater Escócia (fora) e Irlanda (em casa).

Em Glasgow, a Alemanha teve trabalho. Saiu na frente com Thomas Müller, aos 18 minutos de jogo, mas sofreu o empate em um gol contra de Mats Hummels, aos 28. Novamente ficou à frente no placar com mais um gol de Müller, aos 34, mas teve que ir para o intervalo com o empate por 2 a 2 por causa do gol de James McArthur, aos 43. Só no segundo tempo, com o gol de Guendogan, aos 11, que os alemães garantiram a vitória.

No estádio Nacional de Varsóvia, a Polônia fez a festa com a torcida sobre a frágil seleção de Gibraltar. O centroavante Robert Lewandowski, Kamil Grosicki e Arkadiusz Milik marcaram duas vezes cada e Bartosz Kapustka e Kuba (em cobrança de pênalti) completaram os gols poloneses, que conseguiram a façanha de tomar um gol do rival, que só havia feito um nos sete jogos anteriores (contra a Escócia).

GRUPO F

Uma das surpresas destas Eliminatórias - as outras são Islândia e País de Gales -, a Irlanda do Norte precisou de um gol no último minuto para evitar uma derrota em casa para a Hungria. Aos 45 minutos do segundo tempo, Kyle Lafferty fez o gol que manteve os norte-irlandeses na liderança do Grupo F, com 17 pontos. Por sorte, a Romênia empatou sem gols com a já eliminada Grécia e permaneceu em segundo, com 16. E os húngaros perderam a chance de encostar nos líderes - estão no terceiro lugar, com 13.

Em outubro, nas duas últimas rodadas, a Irlanda do Norte precisa só de mais uma vitória - enfrenta Grécia (em casa) e Finlândia (fora). Já a Romênia precisa vencer as duas partidas que fará - contra Finlândia (em casa) e Ilhas Faroe (fora). A Hungria, perto da repescagem, jogará contra Ilhas Faroe (em casa) e Grécia (fora).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.